Imprensa livre e independente
31 de março de 2016, 16h19

Clarice Falcão: “Eu também virava o tabuleiro de ‘War’ quando estava perdendo. Mas tinha 7 anos”

Criolo, Otto, Emicida, Elza Soares, Tico Santa Cruz, Chico César, Céu, Fred Zero Quatro, Geraldo Azevedo e Caetano Veloso estão entre as dezenas de músicos e artistas que, no dia da mobilização nacional pela democracia, fizeram em vídeo alertas sobre os riscos de golpe que corre o país. Assista Por Redação “Eu também virava o tabuleiro de ‘War’ quando estava perdendo. Mas tinha 7 anos”, brinca no começo do vídeo intitulado #TodosPelaDemocracia a atriz e cantora Clarice Falcão. Sua fala faz uma comparação com as tentativas de impeachment contra a presidenta Dilma Rousseff que, para as dezenas de artistas que aparecem...

Criolo, Otto, Emicida, Elza Soares, Tico Santa Cruz, Chico César, Céu, Fred Zero Quatro, Geraldo Azevedo e Caetano Veloso estão entre as dezenas de músicos e artistas que, no dia da mobilização nacional pela democracia, fizeram em vídeo alertas sobre os riscos de golpe que corre o país. Assista

Por Redação

“Eu também virava o tabuleiro de ‘War’ quando estava perdendo. Mas tinha 7 anos”, brinca no começo do vídeo intitulado #TodosPelaDemocracia a atriz e cantora Clarice Falcão. Sua fala faz uma comparação com as tentativas de impeachment contra a presidenta Dilma Rousseff que, para as dezenas de artistas que aparecem no vídeo, configuram como um golpe.

“Sofremos muito para conquistar o que conquistamos. Muita calma, muita serenidade e muita inteligência neste momento. Golpe não é andar para frente”, disse Emicida, que, assim como outros músicos, fizeram críticas à atuação da mídia e à seletividade da Justiça.

A campanha foi divulgada nesta terça-feira (31), na véspera do aniversário dos 52 anos do golpe militar e dia em que acontece a mobilização nacional pela democracia, com atos e manifestações contra o impeachment da presidenta Dilma Rousseff por todo o país e também no exterior.

Veja também:  Perdida na guerra semiótica, esquerda agora ataca Tabata Amaral

Assista:

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum