Notas Internacionais

por Ana Prestes

08 de novembro de 2018, 12h27

Bolsonaro desconhece que Jerusalém é considerada internacional para a ONU

A socióloga Ana Prestes fala sobre o sinal de desconforto por parte do Egito com a perspectiva da politica externa brasileira para o futuro, entre outros destaques internacionais

– Presidente Temer convidou o presidente eleito Bolsonaro para acompanhá-lo na Cúpula do G20 na Argentina.

– Por ocasião da reunião de cúpula do G20, que ocorrerá nos dias 30/nov e 01/dez, os EUA pretendem instalar uma base de operações militares no território do Uruguai, com a justificativa de fazer a segurança do evento. Tal medida tem gerado muito debate em Montevidéu. Devem ser posicionados oito aviões e 400 militares, que já começam a chegar, o que pode ser considerado, segundo parlamentares uruguaios, uma “pequena ocupação” do país pelas forças de Washington.

– Coluna publicada pelo Estadão de hoje (8), noticia que o ministro de Relações Exteriores, Aloysio Nunes, convocou ontem o embaixador do Egito, Alaa Roushdy ao Itamaraty, para manifestar estranhamento por parte do governo brasileiro pelo adiamento da visita oficial que o chanceler faria ao país. Não foi publicada nenhuma nota do encontro pelo Itamaraty.

– O Egito e vários países árabes são os maiores importadores de proteína animal Halal do Brasil. Em árabe, Halal significa “lícito”, “autorizado”. Estes cortes de carne respeitam normas de abate e condicionamento de modo a serem permitidos pelo Islã, de acordo com as regras de Deus escritas no Alcorão. Outros produtos comprados são o açúcar, o milho, o minério de ferro e mais cerca de 700 itens. O bloco de países árabes é o quarto principal destino das exportações brasileiras, ficando atrás apenas da China, EUA e Argentina.

Veja também:  O preço do fascismo para a política ambiental brasileira, por Marcos Danhoni

– Ao ser questionado sobre o sinal de desconforto por parte do Egito com a perspectiva da politica externa brasileira para o futuro, o presidente eleito Bolsonaro se recusou a responder as questões, disse ter sido um problema de agenda e acrescentou que não está decidida a mudança da Embaixada brasileira de Tel Aviv para Jerusalém. Ao comentar sobre a suposta mudança do endereço da embaixada demonstrou desconhecimento sobre o fato de que Jerusalém é uma cidade considerada internacional para a ONU.

– Com as eleições legislativas do dia 6, nos EUA, democratas voltam a ter maioria de deputados na Casa dos Representantes (deputados) 219 a 193. Enquanto isso, republicanos ampliaram sua vantagem no Senado, 51 a 45. Republicanos também ficaram com a maioria dos governadores eleitos, 25 a 22 (75% dos estados tiveram eleição para governador). A eleição foi mais apertada do que se podia supor com a onda democrata. Um dos estados com disputa mais acirrada, tanto para o Senado como para o Governo, é a Flórida que pode ter recontagem de votos. (Dados podem mudar, pois há urnas em apuração).

Veja também:  Ao lado de Mão Santa, Bolsonaro inaugura escola do sistema S com seu nome no Piauí

– As eleições americanas também tiveram um recorde de mulheres eleitas. Câmara e Senado terão mais de 100 mulheres. Alexandria Ocasio-Cortez, do Partido Democrata de Nova York, tem 29 anos e é a mais jovem congressista já eleita na história dos EUA. Também membros do PD, Ilhan Omar (Minnesota) e Rashida Tlaib (Michigan) são as primeiras muçulmanas já eleitas para o Congresso americano. Duas mulheres de descendência indígena também foram eleitas, Deb Haaland (Novo México) e Sharice Davids (Kansas).

– Com a nova composição do Congresso, temas como os da imigração, muro do México, impeachment, suposta influência russa nas eleições e outros, passam a ficar mais sensíveis.

– Ainda não se sabe se o recurso do caso de extradição de Cesare Battisti será julgado pelo plenário ou primeira turma do STF. Houve reunião entre Fux e Toffoli sobre o tema ontem (7). Na segunda (5), a PGR, Raquel Dodge havia pedido prioridade no julgamento do recurso sobre se o presidente da República pode ou não determinar a extradição de Battisti, já que o ex-presidente Lula já rejeitou a extradição em 2010.

Veja também:  Alexandre Frota aceita convite e é o mais novo deputado do PSDB

– Um jornalista norte-americano, da CNN, teve sua credencial suspensa após discussões com o presidente Trump durante coletiva de imprensa na Casa Branca. Durante a entrevista, Trump disse que quando o jornalista informa notícias falsas, ele é “inimigo do povo”.

– O governo russo, através do primeiro-ministro Dmitry Medvedev, está endurecendo o controle sobre as redes sociais. Em um decreto desta semana, o governo obriga as operadoras e empresas donas de aplicativos de mensagens a identificar seus usuários. Uma lei que ainda entrará em vigor prevê a criação de um banco de dados com a identificação dos usuários de aplicativos.

– A União Europeia aprovou mais um ano de sanções econômicas à Venezuela.


Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum