Andrea Caldas

política e educação

10 de fevereiro de 2020, 23h52

Cronologias – 40 anos e…

Andrea Caldas: “Nós, que acreditamos na humanização das relações como preceito inegociável, seguimos adiante e mirando outros rumos”

Foto: Oswaldo Corneti/Fotos Públicas

2013- Rafael Braga é preso, pela suposta participação nas manifestações de junho.

2014- Justiça decreta a prisão preventiva de Sininho e outros dois militantes por participação em manifestações contra a Copa.

2015- Lei Antiterrorismo é aprovada no Senado.

Ocorre a Chacina do Cabula na Bahia: ação da PM que matou 12 jovens, sob o governo de Rui Costa (PT).

2016- A presidenta Dilma Rousseff sanciona a Lei Antiterrorismo.

2020- O caso da Chacina da Cabula continua sem punição aos PMs, sob o mesmo governo Rui Costa.

O silêncio oficial do PT sobre as ações do governo Rui Costa na Bahia, acrescido da leniência com a aprovação das reformas da Previdência nos estados governados pelo partido, a par da ambígua resolução sobre alianças eleitorais parece demonstrar que o pragmatismo continuará sendo o traço determinante dos desígnios partidários.

Nada de novo, nenhuma surpresa e, especialmente, nenhuma ilusão.

Nós, que acreditamos na humanização das relações como preceito inegociável, seguimos adiante e mirando outros rumos.

Abaixo segue nota do Curso “Mulher, Raça e Classe” da Fundação Lauro Campos e Marielle Franco, do PSOL:

“Em 6 de Fevereiro se completam 05 anos da Chacina do Cabula (Salvador – Bahia), onde 12 jovens foram executados em uma ação pensada, articulada e executada pela PM da Bahia.

Por isso, as Mulheres do PSOL que participam do Curso “Mulher, Raça e Classe” da Fundação Lauro Campos e Marielle Franco relembraram esses jovens negros mortos pelo Estado, com o aval do governador Rui Costa (PT) que no dia seguinte à chacina, elogiou os PMs, comparando-os a “artilheiros diante do gol” evidenciando o racismo do Estado e de seus agentes políticos.

Até hoje nenhum dos policiais envolvidos foi condenado. As famílias vivem em constante ameaça e eterno luto, em memória e resistência a:

Adriano de Souza Guimarães – 21 anos.

Jeferson Pereira dos Santos – 22 anos.

João Luís Pereira Rodrigues – 21 anos.

Bruno Pires do Nascimento – 19 anos.

Vitor Amorim de Araújo – 19 anos.

Tiago Gomes das Virgens – 18 anos.

Caíque Bastos dos Santos – 16 anos.

Evson Pereira dos Santos – 27 anos.

Agenor Vitalino dos Santos Neto – 19 anos.

Natanael de Jesus Costa – 17 anos.

Ricardo Vilas Boas Silva – 27 anos.

Rodrigo Martins Oliveira – 17 anos.

VIDAS NEGRAS IMPORTAM!!!”

*Este artigo não reflete, necessariamente, a opinião da Revista Fórum


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum