Andrea Caldas

política e educação

06 de junho de 2019, 22h30

Governo Bolsonaro: o autoritarismo sem projeto

Andrea Caldas diz que o atual governo é de matriz autoritária, sem projeto nacional, que sequer é uma ditadura e reclama que não pode governar por causa do Congresso

Foto: Divulgação/MEC

Na área da Educação, quase nunca houve, no campo governamental, um projeto nacional. Esta tarefa sempre coube à sociedade civil.

Mas, agora está pior.

Já escrevi aqui – e muitos escreveram melhor que eu – que as ditaduras (Estado Novo e 64) tinham um projeto.

Um projeto custeado com sangue e restrição de liberdades.

Na área da Educação, o governo do Estado Novo, de forma centralizada e autocrática, apresentou uma proposta de educação nacional – as chamadas Reformas Capanema.

A ditadura civil-militar de 64 expandiu o ensino primário e criou o sistema de pós-graduação.

Nada disto justifica os dois regimes ditatoriais.

Contudo, havia uma proposta, uma direção.

No atual governo – parafraseando o “18 Brumário” – temos apenas a farsa.

Um governo de matriz autoritária – que sequer é uma ditadura e reclama que não pode governar por causa do Congresso – e sem projeto nacional algum.

A não ser… acabar com a cadeirinha de bebês nos carros…

*Este artigo não reflete, necessariamente, a opinião da Revista Fórum.

Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum