Andrea Caldas

política e educação

24 de janeiro de 2020, 00h03

Made in Brasil não pode ser selo de apologia à ditadura, nazismo ou torturadores

Andrea Caldas: "Me surpreende que quem goste (e gaste) tanto de visitar o mundo lá de fora não tenha se dado conta da vergonha que é ter um presidente eleito apologista da ditadura e dos torturadores"

Bolsonaro com o "sósia" de Hitler - Foto: Reprodução
Eu nunca fui à Europa, mas como se fala de tortura e ditadura lá?
Conheço pouquíssimos países além do Brasil. Por falta de oportunidade, grana ou sei lá…
Sou meio enraizada.
Meus pais conheceram o mundo. Meus amigos, também. Tenho uma irmã que mora fora.
O suficiente pra saber que a apologia à tortura é inacreditável, impossível, em qualquer país democrático da América ou Europa.
Contudo, me surpreende que quem goste (e gaste) tanto de visitar o mundo lá de fora não tenha se dado conta da vergonha que é ter um presidente eleito apologista da ditadura e dos torturadores. E mais recentemente, do nazismo.
Made in Brasil não pode ser selo de apologia à ditadura, nazismo ou torturadores.
*Este artigo não reflete, necessariamente, a opinião da Revista Fórum

Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum