Andrea Caldas

política e educação

06 de fevereiro de 2019, 20h17

São Bernardo e a crença nas instituições

Em novo texto, Andrea Caldas diz: “Enquanto mirarmos nos ritos jurídicos, vamos colher apenas os seus esperados frutos. É hora - mais que hora - de mudar o olhar e fazer novas semeaduras em outros terrenos”

Quando Lula, em meio a uma das maiores expressões de resistência popular, em SBC, resolveu ouvir a voz dos advogados e se entregar à prisão, eu protestei.

Fui duramente criticada e até ofendida, pessoalmente.

Tudo bem.

Isto faz parte do jogo político, da catarse emocional, do turbilhão da conjuntura.

Seguiram-se apelos à ONU em nome do bom comportamento do prisioneiro e da crença nas instituições.

Por semanas, parte da militância acreditou no litígio internacional.

Enquanto isto, guerreiros e guerreiras dos movimentos sociais mantinham a vigília, custeando sua própria vida, em torno do Guantánamo paranaense.

Eu queria estar errada.

Eu queria que a tese do advocacy de esquerda tivesse êxito.

Mas, isto não ocorreu.

As instituições funcionaram como costumam funcionar.

Não é o apelo bem redigido pelo advogado que muda este turno.

(Me desculpe o idealismo de meus colegas do direito acadêmico).

Mas são a conjuntura e a luta de classes que alteram a normalidade – algumas vezes – da Justiça de classe.

Pois bem, enquanto muitos esperavam a indicação de Lula ao Prêmio Nobel, nova condenação judiciária ocorreu.

Enquanto mirarmos nos ritos jurídicos, vamos colher apenas os seus esperados frutos.

É hora – mais que hora – de mudar o olhar e fazer novas semeaduras em outros terrenos.

Nossa sucursal em Brasília já está em ação. A Fórum é o primeiro veículo a contratar jornalistas a partir de financiamento coletivo. E para continuar o trabalho precisamos do seu apoio. Saiba mais.

 


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum