Colunistas

24 de julho de 2018, 18h25

Cartas do Pai: “Curso de política pela internet!”

Se uma pessoa que diz não entender de um assunto quer te ensinar ele, o que eu faço, pai?

Foto: Divulgação

Rio de Janeiro, 24 de julho de 2018

Pai,

Hoje acordei pensando naquelas pessoas que fazem tudo errado, sabe?! Aquelas pessoas que parecem que nunca aprendem com os próprios erros…
Nunca te contei isso, mas uma vez quando era pequeno, devia ter uns 6 ou 7 anos, estava morrendo de vontade de comer gelatina, e não quis pedir pra minha mãe fazer. Fui na cozinha, misturei agua fria com o pó de gelatina, coloquei no potinho, e estava pronto! Coloquei na geladeira e… e…
Não deu certo!….HaHaHa!!

Eu comecei a participar de política com 15 anos, no movimento estudantil, e de lá pra cá já se passaram…? Nossa!…Tem mais de 10 anos!…rs

Enfim, tem muito tempo…

Fui acompanhando como funcionava, conhecendo os políticos, um a um. E aprendendo a cada dia.

Pois bem, conheço gente que fala: “Não entendo de política!”, “Não acompanho política!”. Se uma pessoa que diz não entender de um assunto quer te ensinar ele, o que eu faço, pai?

Como eu explico política pra uma pessoa que…votou no Collor, depois votou no Aécio, bateu panela, foi um dos milhões de Cunhas, que era “Japonês da Federal” (condenado por formação de quadrilha), aplaudiu o Power Point, acha que um juiz que não cumpre a lei é um herói, elege religioso e um playboy pras duas principais capitais do país e… tá, chega…

Como eu convenço uma pessoa assim que eu entendo de política mais que ela? Que 33 anos de militância me capacitam mais que do que acompanhar política pelos telejornais e internet?

Eu pedi ajuda, e hoje entendo a política… e também sei fazer gelatina.

Um beijo do seu filho,

Ivan

 


Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum