segunda-feira, 28 set 2020
Publicidade

Cartas do Pai: “O olho do furacão”

Foto: Divulgação

Rio de Janeiro, 31 de julho de 2018

Pai,

Estava conversando com um amigo sobre a situação, política, claro…rs. Ele estava falando que depois de todas as confusões, agora as coisas estavam mais tranquilas, o pior já tinha passado.

Fiquei lembrando de um filme sobre furacão, e que de repente, parava tudo! Parava o vento! O barulho!
Aí, as pessoas achavam que tinha acabado, saíam da casa e viam que, em volta, tinha vaca voando, árvores e casas sendo arrancadas. Percebiam que estavam no olho do furacão. Pra quem está no meio, fica tudo calmo. Mas se olhar ao redor, dá pra ver que o furacão está levando tudo embora!

O problema é que na política, muita gente, quando para de ouvir o barulho, acha que está tudo bem, e não sai de casa pra olhar. Não vê que o furacão ainda está em volta do país, levando tudo. Se sair, o filho vai falar:

– Pai, olha uma vaca voando! O que é aquilo ali sendo levado pelo furacão?

– É a Embraer meu filho, é a Embraer!

Pois é, pai, levou a Embraer, tá tentando levar a Eletrobras, a Petrobras… tanta coisa sendo levada e as pessoas em casa vendo TV, achando que vão ver o furacão por ali. Pois não vão! A imprensa só vai mostrar o olho do furacão!
Pra rua, gente!

Segurar nossas vacas, nossas casas, nossas empresas, nossos empregos. Se demorar muito, quando sairmos de casa, não vai ter mais nada. Vamos ficar só nós e uma terra devastada ao redor.
Eu já tô na rua, pai.

Um beijo do seu filho,

Ivan

 

Ivan Cosenza de Souza
Ivan Cosenza de Souza
Cronista, produtor cultural, curador da obra de Henfil, seu pai, e presidente do Instituto Henfil. Escreve as Cartas do Pai para a Revista Fórum. Henfil veste Pela Esquerda. Camisa da Ursal à venda no link abaixo: