Andrea Caldas

política e educação

16 de dezembro de 2018, 08h38

Da denúncia ao anúncio

O que a denúncia sem o anúncio (plano de lutas, alternativas concretas) pode significar para quem acorda para trabalhar às 5h da manhã e volta às 21h?

Da denúncia ao anúncio.

Esta é uma das frases mais profundas da obra de Paulo Freire.

E falo aqui como alguém que não é freireana, ainda que respeite sua grandiosidade teórica.

Como marxista, sempre tive alguns pontos de divergência com a formulação de Paulo Freire, assentada no cristianismo e idealismo.

Ainda assim, nestes tempos turvos é também dele que bebo e me aconselho.

E pergunto: que efeito concreto estamos provocando com a avalanche de denúncias e memes no tecido social?

Para além da catarse- entre nós mesmos- o que a denúncia sem o anúncio (plano de lutas, alternativas concretas) pode significar para quem acorda para trabalhar às 5h da manhã e volta às 21h?

Temos, sim, que denunciar. Mas, temos, fundamentalmente, que despertar sonhos e esperanças na política concreta.

Porque se não o fizermos, no plano da materialidade, as pessoas buscarão suas esperanças na metafísica, no fundamentalismo religioso, nos gurus.

E não podemos culpa-los por isto.

A vida é feita de cultivo de esperanças.

Temos de nos perguntar por que não somos nós que estamos conseguindo canalizar esta necessidade.

Onde estamos falhando? O que podemos fazer para mudar e alterar rumos?

Como dizia Gramsci: “O pessimismo da inteligência precisa fecundar o entusiasmo da vontade”.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum