Poder das milícias está por trás do desabamento no Rio de Janeiro

Felipe Pena aborda a influência cada maior das milícias na Zona Oeste do Rio e as ligações com a família Bolsonaro

Em nova videocoluna, Felipe Pena fala sobre os dois prédios que desabaram no Rio de Janeiro, nesta sexta-feira (12). Duas pessoas morreram, outras estão desaparecidas, o que pode aumentar o número de mortes. “Por trás desse desabamento está o controle total que as milícias têm na Zona Oeste do Rio de Janeiro, controle que já está se expandindo para boa parte da cidade”.

“Então, cabe perguntar: quem dá apoio a essas milícias? A gente vai esquecer que o deputado Flávio Bolsonaro, agora senador, homenageou diversos milicianos na Assembleia Legislativa? A gente vai esquecer que o Queiroz, o laranja da família Bolsonaro, é miliciano? A gente vai esquecer que o capitão que chefia o escritório do crime, que está foragido, teve a mulher e a sogra loteados no gabinete de Flávio Bolsonaro?”, questiona.

Assista à videocoluna:

*Este artigo não reflete, necessariamente, a opinião da Revista Fórum.
Avatar de Felipe Pena

Felipe Pena

Jornalista, psicólogo e professor da Universidade Federal Fluminense. Doutor em Literatura pela PUC, com pós-doutorado em Semiologia da Imagem pela Sorbonne III, foi visiting Scholar da New York University e professor visitante da Universidade de Salamanca. Autor de 16 livros, entre eles "Crônicas do Golpe" (Ed. Record, 2017) e "Fábrica de Diplomas" (Ed. Record, 2011), foi comentarista do Estúdio I na Globonews, diretor de análise de conteúdo da TV Globo, repórter da TV Manchete e apresentador do programa Viva Roda, no youtube. Faz conferências e palestras sobre telejornalismo, psicanálise, fake news e comunicação política, que são seus objetos de pesquisa.