sexta-feira, 18 set 2020
Publicidade

idelberavelar

Publicidade

A esquerda que não teme dizer seu nome

Por falar claramente em superação da democracia parlamentar pela pulverização dos mecanismos de poder popular, o livro de Safatle já seria uma intervenção mais que bem-vinda no debate político brasileiro

Resenha de “A esquerda que não teme dizer seu nome”, de Vladimir Safatle

Só por falar claramente em superação da democracia parlamentar pela pulverização dos mecanismos de poder popular, o livro de Safatle já seria uma intervenção mais que bem-vinda no debate político brasileiro

Políticas educacionais e racismo: Monteiro Lobato e o Plano Nacional Biblioteca da Escola

Uma das coisas mais complicadas ao se falar sobre racismo, no Brasil, é conseguir que as pessoas se desarmem, para então entenderem o que está sendo falado

Resenha de “Manuscrito encontrado em Accra” (com um adendo)

Quem tem direito de reproduzir o quê? Um manuscrito do século XIV, encontrado em Accra no século XX, traz as respostas de um copta do século XI a perguntas ouvidas em Jerusalém, às vésperas da invasão cruzada

Paulo Coelho, James Joyce e a defesa dos monumentos como desejo de distinção

Dizer ‘prefiro Joyce a Paulo Coelho’, por exemplo, demonstra total incompreensão de ambos: pilar da obra joyceana é a permeabilidade mas também a irredutibilidade entre cultura popular e cultura erudita

Sobre algumas vitórias recentes da luta afro-brasileira

Os Magnolis e as Maggies estão na lona, e sabem disso. Dentro em pouco, não serão as vozes privilegiadas pelo negacionismo, mas a mídia brasileira já iniciou seu processo de reciclagem do tema

Lançamento de “Figuras da Violência” é nesta quinta, 21/06

Livro de Idelber Avelar reúne oito ensaios sobre as dimensões retórica e política da violência

Uma proposta de exercício e de ética da escuta para quem não é vítima de racismo

Os brancos brasileiros tendemos a acreditar sinceramente, a crer piamente, a estar convictos, de que sabemos o que é o racismo sem jamais termos feito o exercício de escutar suas vítimas

64 anos do Nakba: A limpeza étnica da Palestina e as responsabilidades ocidental e brasileira

No aniversário do Nakba ('Catástrofe'), um especial da Fórum reconstitui a pré-história do massacre que expulsou 750.000 palestinos de suas casas.  Por Idelber Avelar  I-...

Yvonne Maggie: falsificação de citações, adulteração de arquivos e desonestidade intelectual

O libelo anti-cotas de Yvonne Maggie falsificou várias passagens de um livro de Henry Louis Gates. Denunciada na Fórum, apagou a falsificação sem avisar, esquecendo-se de que estava na internet.

A mídia, as cotas e o sempre bom e necessário exercício da dúvida

Há anos venho prestando atenção nos absurdos que os formadores de opinião são capazes de dizer contra as cotas. Aqui, alguns exemplos.

O julgamento das cotas no STF: Balanço de uma vitória histórica

A argumentação anti-cotas reeditou várias falácias, mas o STF mais uma vez garantiu uma conquista das populações excluídas.

Direitos humanos: Ousar vale a pena

Quatro vezes mais brasileiros apoiaram a união civil gay no ano passado do que votaram em teocratas em 2010. Não é hora de perder um pouco do medo?

Desarquivando o Brasil: O luto numa terra de cadáveres insepultos

O nosso trabalho de luto é incompleto e precário, pois falta-lhe o essencial: o reconhecimento institucional, na pólis, do evento acontecido, e a responsabilização...

Os direitos das mulheres só existem quando o Estado é laico

Se a religião interfere no Estado, traçando leis e políticas públicas de caráter religioso, a pluralidade de opções para mulheres e o respeito a seus desejos e sua diversidade deixam de existir.