Ivan Cosenza de Souza

cartas do pai

11 de setembro de 2019, 11h17

Cartas do Pai: “Censurado”

É triste ver a censura oficial voltando deste jeito. Triste ver um filho do presidente insinuando, mais uma vez, a vontade de reeditar uma ditadura, coisa que essa família sempre idolatrou

Foto: Reprodução

Rio de Janeiro, 11 de setembro de 2019.

Pai.

A censura te incomodou muito, né? Não só você, mas todos os outros jornalistas e artistas na época da ditadura. A gente sabe que ela nunca foi embora totalmente. Sempre existiu dentro das redações. Mesmo depois do fim do regime militar ainda havia a censura interna. Esta nunca acabou.

Mas a censura do Estado já vinha dando as caras já tem um tempinho. Começou com a condução coercitiva do blogueiro Eduardo Guimarães e a demissão do jornalista Caio Barbosa, as duas em 2017. Depois eles acalmaram no ano de eleições, pra não assustar. Mas, agora, resolveram escancarar, pai.

Se você curte o jornalismo da Fórum clique aqui. Em breve, você terá novidades que vão te colocar numa rede em que ninguém solta a mão de ninguém

O prefeito do Rio, o mesmo que mandou o jornal demitir o Caio, resolveu tentar apreender revistas em quadrinhos na Bienal. Esta parte, de censurar quadrinhos, você conhece muito bem. O Pasquim sofreu muito com isso.

O prefeito de São Paulo também resolveu dar uma de censor e mandou recolher apostilas de escolas. Mas, assim como aqui no Rio, a justiça resolveu, finalmente, defender as leis, impedindo os recolhimentos. Quando a gente fica surpreso ao ver a justiça fazendo justiça é porque a coisa tá feia.

É triste ver a censura oficial voltando deste jeito. Triste ver um filho do presidente insinuando, mais uma vez, a vontade de reeditar uma ditadura, coisa que essa família sempre idolatrou. Ditaduras, torturas, censuras…

 Chega de censura!

 Tortura nunca mais!

Abaixo a Ditadura!

Quero a democracia de volta!

Um beijo do seu filho,

Ivan

*Este artigo não reflete, necessariamente, a opinião da Revista Fórum.

Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum