Ivan Cosenza de Souza

cartas do pai

12 de junho de 2019, 16h16

Cartas do Pai: “Greve geral”

Enfim, julgado em várias instâncias, o Lula realmente foi. Agora, foi um julgamento justo? Dia 14 de junho tem Greve geral. Ninguém aguenta mais tanta injustiça

Foto: Reprodução

Rio de Janeiro, 12 de junho de 2019.

Pai.

Tenho novidades! Encontraram provas que o Moro agiu de maneira parcial no julgamento do Lula, e que usava a Lava Jato como um instrumento político.

Ah, você já sabia? É, eu também já sabia! Parece que todo mundo já sabia…

Inscreva-se no nosso Canal do YouTube, ative o sininho e passe a assistir ao nosso conteúdo exclusivo.

Então, isso não é novidade, tá certo. A novidade é que agora, além das fotos dele nos mais diversos eventos partidários, há provas de seu envolvimento.

Sabe, provas? Aquilo que eles não conseguiram contra o Lula?
Então, isso mesmo.

Na rádio um “jornalista” (entre aspas mesmo) disse que Lula foi julgado em segunda instância e, portanto, não tinha sido só o Moro a condenar ele.

Resolvi recapitular:

1-Moro condenou o Lula por “corrupção em ato de ofício indeterminado”. Ou seja, Moro não sabe o que ele teria feito. Mas o condenou, tirando ele das eleições para poder se tornar ministro do atual governo.

2-O TRF-4 condenou em segunda instância, sem julgar. Sequer leram o processo. Portanto, não teve julgamento em segunda instância. Pra isso, o relator teria que ter lido 2 mil páginas por hora, durante seis dias seguidos, sem dormir, pra terminar as 250 mil páginas do processo.

3-Em seguida, o STF julgou que poderia, sim, prender com condenação em segunda instância. Mudando o que eles mesmos tinham decidido algum tempo antes, só para poder prender o Lula.

Esse foi o mesmo Supremo que autorizou um processo de impeachment sobre a Dilma, sem crime de responsabilidade. Lembrando que, após o processo, o Temer deu um aumento pros ministros do STF. Seria um pagamento? Ou realmente eles estavam ganhando muito pouco?

Enfim, julgado em várias instâncias, o Lula realmente foi. Agora, foi um julgamento justo?

Dia 14 de junho tem Greve geral. Ninguém aguenta mais tanta injustiça.

Beijo do seu filho,

Ivan

*Este artigo não reflete, necessariamente, a opinião da Revista Fórum.

Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum