Ivan Cosenza de Souza

cartas do pai

07 de julho de 2020, 22h27

Cartas do Pai: “Homem fake news”

Leia na coluna Cartas do Pai, de Ivan Cosenza: "Agora, me parece uma ótima oportunidade de fingir que está se tratando com cloroquina e se curar milagrosamente, sem nenhuma reação ao medicamento"

Foto: Reprodução

Rio de Janeiro, 7 de julho de 2020.

Pai.

Depois de quase todo mundo de sua comitiva ter pegado Covid e o abominável presidente jurar que não tinha pegado.

Mesmo tendo tido vários acessos de tosse, falta de ar a ponto de ter que sentar para descansar, após uma curta caminhada, e com vários problemas de pele, típicos de reações alérgicas à cloroquina.

Ele aparece, sem sintoma algum, dizendo que agora sim ele testou positivo.

Lembra do passado dele? Ele é defensor da ditadura militar, que costumava fazer atentados falsos, para botar culpa na esquerda e justificar suas ações violentas, o AI-5 e atrocidades.

A vida política, começou quando foi expulso do Exército, depois que foi descoberto um plano para explodir bombas, botar a culpa na esquerda e, assim, conseguir aumentar o próprio salário.

Ficou esquecido, mamando nas tetas do governo por 30 anos sem fazer nada.

Candidatou-se a presidente. E quando vinha caindo nas pesquisas dia após dia, acabou disparando nas intenções de voto, quando levou uma Fakeada, (sem sangue) de um colega do clube de tiro de seu filho.

Agora, me parece uma ótima oportunidade de fingir que está se tratando com cloroquina e se curar milagrosamente, sem nenhuma reação ao medicamento.

E, aí, justificar o uso dos milhões de comprimidos que ele mandou o eEército fabricar, sem a devida autorização (crime de responsabilidade), e usar um remédio desaconselhado no mundo todo, pondo em risco a vida dos pacientes.

Será que ele teria coragem de fazer isso, pai?

Será? Um beijo do seu filho,

Ivan

*Este artigo não reflete, necessariamente, a opinião da Revista Fórum


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum