Ivan Cosenza de Souza

cartas do pai

22 de janeiro de 2020, 23h32

Cartas do Pai: “Ministério único”

"Um governo de um ministério só, o da Economia. O ministro da Economia é quem manda. Os outros ministérios são todos de fachada"

Foto: Montagem

Rio de Janeiro, 22 de janeiro de 2020.

Pai.

A semana foi agitada!

Revoltados com a indicação do documentário “Democracia em Vertigem”, que desmascara toda a farsa jurídica e eleitoral dos últimos anos, o secretário de Cultura resolveu escancarar o que todo mundo já sabe. A visão nazista deste governo e a capa de  conservadores que eles usam para distrair todo mundo para o que realmente interessa para eles:

Entregar cada vez mais as empresas e as riquezas do país para empresas. Este é o único programa de governo que existe.

Um governo de um ministério só, o da Economia. O ministro da Economia é quem manda. Os outros ministérios são todos de fachada. Só servem pra sucatear a Cultura, a Educação, a Saúde e todos os serviços, pra poderem privatizar.

Os ministérios não tem projetos próprios para suas áreas. Tiram dinheiro da Educação, ela fica pior e… privatizam. Tiram dinheiro da Saúde, ela fica pior e… privatizam.

Tiram dinheiro de tudo pra ficar pior e conseguir apoio pra privatizar. Mas não dizem que depois que privatizam, fica pior ainda.

Telefonia privatizada pelo FHC, hoje é campeã de reclamações. Vale do Rio Doce deixou segurança de lado pra se concentrar nos lucros e matou centenas de pessoas, destruiu cidades e poluiu rios. Aeroportos privatizados, agora terão suas dívidas pagas pelo Estado.

As empresas ganham, a população sofre e o Estado paga as dívidas. Este é o plano deste governo de ministério único.

Aqui no Rio, o governador está fazendo a mesma coisa com a água. Este ano tem eleições e temos que começar a fazer a limpeza desta turma.

Um beijo do seu filho,

Ivan

*Este artigo não reflete, necessariamente, a opinião da Revista Fórum.

Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum