Ivan Cosenza de Souza

cartas do pai

06 de agosto de 2019, 21h59

Cartas do Pai: “Onde está o filho de Dona Zita?”

Você sabia que a família Santa Cruz cruzou duas vezes com a família Cosenza?

Foto: Reprodução

Rio de Janeiro, 06 de agosto de 2019.

Pai.

Esta semana só se falou no filho da Dona Zita, Fernando Santa Cruz. Preso durante a ditadura militar, ele nunca mais foi visto. Mais um, entre tantos que os militares deram sumiço.

Você sabia que a família Santa Cruz cruzou duas vezes com a família Cosenza?

Minha mãe me contou que o Fernando e a Ana colocaram seu filho, Felipe Santa Cruz (hoje presidente da OAB), na creche que ela tinha.

A segunda vez foi na época em que meus tios, Gildásio, Gilse e Gilseone, estavam presos, por sua militância política.

Minha mãe foi visitar pela primeira vez a tia Gilseone no Dops, aqui no Rio.

Apesar de bem machucada pelas sessões de tortura, eles achavam que ela já estava bem para receber visitas, pois acreditavam que ninguém iria reparar que ela tinha sido torturada.

Ela entregou um papel para minha mãe, avisando sobre duas moças que estavam presas lá também, mas que a família ainda não sabia.

Rosalina era uma delas.

Minha mãe foi avisar sua irmã, Márcia, para irem lá, pois, normalmente, quem não era localizado pela família logo, era executado.

Alguns anos depois, mamãe foi convidada pelo Gildásio para ir em um encontro dos companheiros, na casa de uma amiga, chamada Mariléia. Lá, uma moça contava sobre uma mulher, que avisou sua irmã onde ela estava, mas que nunca soube quem era. Ela dizia que adoraria agradecer e dar um abraço nesta “anja”, que tinha salvado sua vida.

Minha mãe que já tinha se identificado na história, esperou ela acabar de contar e se apresentou:

“Pois ela está na sua frente! Eu sou Gilda, irmã da Gilseone e do Gildásio. Fui eu quem levou o bilhete pra sua irmã”.

Fico imaginando o clima na festa, depois deste encontro.

Márcia e Rosalina são tias do Felipe Santa Cruz. O irmão delas, Fernando, não teve a mesma sorte, e Dona Zita faleceu sem que respondessem sua pergunta: “Onde está meu filho?”.

Onde está o filho da Dona Zita, pai?

Um beijo do seu filho.

Ivan

*Este artigo não reflete, necessariamente, a opinião da Revista Fórum.

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum