Ivan Cosenza de Souza

cartas do pai

18 de junho de 2019, 23h10

Cartas do Pai: “Vaza, Lava Jato”

Na falta de argumentos contra as provas, estão falando que o The Intercept é de esquerda, por causa do “PT” no final da palavra

Foto: Reprodução

Belo Horizonte, 18 de junho de 2019.

Pai.

Tô em BH pra um bate papo sobre a sua obra, no BDMG Cultural. A exposição foi um sucesso, e fica mais dez dias por lá.

Mas a gente tá trabalhando e acompanhando a novela. Ansioso aqui, esperando o próximo capítulo do desMOROnamento da Lava Jato.

Inscreva-se no nosso Canal do YouTube, ative o sininho e passe a assistir ao nosso conteúdo exclusivo

Um monte de gente descobrindo que a quadrilha, na verdade, era quem dizia estar combatendo a corrupção.

Lógico que a gente já sabia que este juizeco nada tinha de honesto ou de imparcial. Mas agora apareceram as provas.

As conversas e combinações, entre a acusação e o juiz, aos poucos vão sendo publicadas, pra quem quiser ver (tem gente que não quer).

O que tá deixando todo mundo aflito é a espera por novas reportagens. O engraçado é que eles estão reclamando da demora. Querem saber por que não soltam todas as informações de uma vez só. Engraçado, né, pai? Logo eles, que diziam ser a favor da tortura.

Agora aguentem.

A Lava Jato em breve estará atrás das grades. Aí, vão ter que escutar o “Eu te avisei” sem reclamar.

O bom disso tudo é que, cada vez mais, conseguimos ver o caráter das pessoas que sempre estiveram à nossa volta. Por incrível que pareça, ainda tem gente defendendo.

E, na falta de argumentos contra as provas, estão falando que o The Intercept é de esquerda, por causa do “PT” no final da palavra.

Seguindo esta lógica, dá pra entender o motivo deles se identificarem tanto com o site “O ANTAgonista”.

Vou continuar aqui, assistindo tudo de camarote.

Um beijo do seu filho,

Ivan

*Este artigo não reflete, necessariamente, a opinião da Revista Fórum.

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum