domingo, 20 set 2020
Publicidade

Marcelo Hailer

O que é um homem?

Leia na coluna de Marcelo Hailer: "É uma discussão sem fim, mas que abre estrada para um debate e reflexão intermináveis. Todavia, me parecer ser interminável quando realizada fora de algumas categorias, tais como raça, classe, orientação sexual e gênero"
Publicidade

Viadagem Comunista

Marcelo Hailer: “Nós, corpos dissidentes, não temos tempo para ficar divagando sobre um tempo que, apesar de glorioso, está morto”

LGBTs, [email protected] e mulheres: sempre rifados pela esquerda

Marcelo Hailer: “O Congresso Nacional e as outras representações legislativas do Brasil representam aquilo que o nosso país é: machista, racista e homofóbico”

As bichas, o capitalismo e a masculinidade

Marcelo Hailer: “Para que rompemos com essa dicotomia entre Bicha x Gay macho é necessário que tenhamos no horizonte o rompimento com o modo de produção capitalista e a sua maneira de formatar comportamentos e “vidas acetáveis” por meio de seus produtos culturais”

Masculinidade e capitalismo

Marcelo Hailer diz que se torna inócuo falar do fim do machismo enquanto o capitalismo existir, pois a violência contra as mulheres, LGBT e pessoas negras é fundante do modo de produção capitalista

Amor e liberdade no capitalismo

Marcelo Hailer reflete: “O amor seria/está aprisionado numa relação de reprodução e casamento; a liberdade é transformada em um objeto de fetiche a ser almejado por todos, porém, isso nunca acontece, pois, no capitalismo amor e liberdade simplesmente não existem”

Novas paternidades?

Marcelo Hailer destaca que tratar das masculinidades e paternidades é uma discussão que passa pela estrutura e o sistema vigente e não pela vida de indivíduos

Muito meme e pouca resposta política

Marcelo Hailer alerta que memes e cards estilosos não vão impedir a prisão da ex-presidenta Dilma Rousseff e nem a destruição do que ainda resta do Estado de bem-estar social brasileiro

A masculinidade equivocada defendida por Juliano Cazarré

Marcelo Hailer critica postagem do ator da Rede Globo, que afirmou: “A masculinidade faz do mundo um lugar mais seguro”

A multidão comunista

Marcelo Hailer, em nova videocoluna, diz que a partir do desenvolvimento das comunicações e articulações em redes, os filósofos elaboram um conceito filosófico para dar conta dos movimentos sociais do século XXI

Madame Satã contra o fascismo

Marcelo Hailer: “Madame Satã é uma peça obrigatória de se assistir, pois, une arte e política de maneira impecável e emocionante”

Império ou Imperialismo?

Marcelo Hailer: “Para os autores do livro “Império”, no século XXI sai de cena o imperialismo dos estados-nação e entra em cena o Império”

Pelo fim da centralidade do trabalho

Marcelo Hailer: “Apenas em uma sociedade do lazer/saber é que podemos construir o caminho para superar o ódio às diferenças e pôr fim à sociedade de classes, calcada na hierarquia social, racial e sexual”

Comunismo para o século XXI

Marcelo Hailer: “Várias pesquisadoras e pesquisadores estão desenvolvendo teses sobre as possibilidades de construção de uma sociedade baseada no bem comum nos tempos atuais”

A esquerda brasileira foi abduzida?

Marcelo Hailer: “Se continuar desse jeito, daqui a quatro anos não vai ter humanidades, nem oposição e nem movimento sindical”

A masculinidade assassinou os estudantes de Suzano

Marcelo Hailer, em sua coluna, destaca que “o discurso da masculinidade, na sua quase totalidade, treina esses adolescentes masculinos para serem dominadores, violentos e máquinas de matar”