Bolsonaro segue tratando coronavírus como piada e usa teste negativo no jogo contra a imprensa

Com quase 30 anos no parlamento e há mais de um na Presidência, Jair Bolsonaro continua agindo como se estivesse na 5ª série B

Com quase 30 anos no parlamento e há mais de um na Presidência, Jair Bolsonaro continua agindo como se estivesse na 5ª série B.

Mesmo diante de uma quadro gravíssimo de pandemia, que começa a se propagar pelo país, Bolsonaro segue tratando o coronavírus como piada e, nesta sexta-feira (13), usou o teste negativo da doença para fazer mais um ataque infantil à imprensa, dando nova “banana” ao Twitter, antes de voltar a bater na mesma tecla de “mídia fake news”.

Bolsonaro joga com a informação em assuntos que exigem extrema responsabilidade, como já havia feito colocando um humorista sem graça da Record para comentar o Pibinho e ao dizer que o Coronavírus era “fantasia” da mídia.

O que ocorreu hoje mostra que o clã presidencial articula esse jogo, para atiçar sua milícia virtual contra a imprensa.

O jornalista da Fox John Roberts – emissora aliada a Donald Trump – revelou parte desse jogo em sua conta no Twitter.

Roberts chegou a divulgar, creditando informação a um “filho de Bolsonaro”, que o teste teria dado positivo para coronavírus. Com a “banana” do presidente brasileiro, ele voltou às redes para dizer quem seria sua fonte: Eduardo Bolsonaro. E ressaltou que o filho de Bolsonaro mudou a versão, após passar a primeiro informação à Fox.

Esse jogo de descreditar a imprensa, vazando informações erradas para que depois Bolsonaro surja como um paladino da verdade, é uma constante no governo.

Mesmo diante de um assunto tratado de forma extremamente séria por todo o mundo, Bolsonaro produz seu “mise-en-scène” para nutir a cultura de ódio que está implantando há décadas no país.

Bolsonaro, assim como seus filhos, não passam de moleques. O grande problema, no entanto, é que eles escolheram a população brasileira para fazer de brinquedo.

Avatar de Plinio Teodoro

Plinio Teodoro

Jornalista, editor de Política da Fórum, especialista em comunicação e relações humanas.

Você pode estar junto nesta luta

Fórum é um dos meios de comunicação mais importantes da história da mídia alternativa brasileira e latino-americana. Fazemos jornalismo há 20 anos com compromisso social. Nascemos no Fórum Social Mundial de 2001. Somos parte da resistência contra o neoliberalismo. Você pode fazer parte desta história apoiando nosso jornalismo.

APOIAR