Plínio Teodoro

14 de abril de 2020, 20h20

É sempre bom lembrar: Mandetta é político. E do DEM. Do DEM

Travestido de técnico pela mídia liberal, Mandetta até parece um progressista no sanatório geral de Jair Bolsonaro. Mas é político. Da mesma Arena, que se travestiu de PFL e, depois de Democratas, para continuar fazendo jogo de cena no poder como nos tempos em que a ditadura era assumida

Aécio Neves e Luiz Henrique Mandetta (Reprodução/Facebook)

Gafanhoto anda em nuvem. E mesmo que se desvincule da nuvem, continua sendo gafanhoto. Com todas as características de um gafanhoto.

Luiz Henrique Mandetta tem formação de médico, mas é político, de uma linhagem conservadora do Mato Grosso do Sul, que tem origens na mesma ditadura militar que borrou Jair Bolsonaro e seu próprio partido, o DEM.

O pai, Hélio, foi vice-prefeito de Campo Grande nos anos de chumbo. Mandetta ainda tem na veia familiar e política os primos, o senador Nelsinho e o deputado Fábio Trad.

Foi na secretaria da Saúde de Nelsinho, aliás, que em 2005 finalmente Mandetta se travestiu da política, após presidir a Unimed da cidade. Transformou a pasta num antro de fraudes em licitações, tráfico de influência, caixa dois e corrupção.

Como deputado federal, eleito em 2010, sabotou o Mais Médicos e se aliou a Aécio Neves no golpe para derrubar Dilma Rousseff da Presidência – quando deu os primeiros passos para ganhar o comando da Saúde no governo Bolsonaro.

Mandetta sempre esteve na política representando interesses da indústria da saúde. Sempre teve ojeriza ao Sistema Único de Saúde (SUS), assim como todo seu partido da frente liberal, que tem um vasto histórico entreguista, desde os tempos em que servia de esteio ao golpe de 64, patrocinado pelos EUA.

Mandetta é do DEM, o partido que melhor representa a velha oligarquia política brasileira e que acavalou na primeira oportunidade na “nova política” do capitão que ficou por quase 30 anos desenvolvendo teorias da conspiração e enriquecendo nos bastidores da politicalha legislativa brasileira.

Travestido de técnico pela mídia liberal, Mandetta até parece um progressista no sanatório geral de Jair Bolsonaro. Mas é político. Da mesma Arena, que se travestiu de PFL e, depois de Democratas, para continuar fazendo jogo de cena no poder como nos tempos da ditadura assumida.

Mandetta é gafanhoto. Com todas as características de gafanhoto. E anda em nuvem.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum