Plínio Teodoro

28 de fevereiro de 2020, 07h34

Estadão remete à “escolha difícil” de 2018 e compara Lula a Bolsonaro para manter país “refém do radicalismo”

Em editorial nesta sexta-feira, Estadão retoma seu rancor obsessivo e compara Lula a Bolsonaro "conclamando o 'povo' a sair às ruas"

Estadão e as "difíceis escolhas" em dois editoriais (Montagem)

Mesmo com uma das principais jornalistas de sua equipe sob ferrenho ataque de Jair Bolsonaro, o jornal O Estado de S.Paulo – porta-voz de parte do empresariado e do sistema financeiro paulista – não deixa esmorecer sua obsessão por Lula.

Em editorial nesta sexta-feira (28), o Estadão indaga: “A quem interessa a crise?”, eximindo-se da parcela de responsabilidade dele próprio no processo que se aprofundou no golpe contra Dilma Rousseff, e compara Lula a Bolsonaro no “sequestro do debate político do País”.

“É sintomático que bolsonaristas e petistas, quase ao mesmo tempo, estejam conclamando o “povo” a sair às ruas. Desde a campanha eleitoral de 2018, essas facções lutam para sequestrar o debate político do País e mantê-lo refém do radicalismo e do tumulto, de onde esperam extrair dividendos eleitoreiros. A nenhum deles interessa a estabilidade, e sim a crise permanente: aos petistas, porque um eventual colapso da economia causado pela inépcia política do governo pode despertar o sebastianismo lulopetista; aos bolsonaristas, porque os entraves no Congresso, que tendem a crescer graças ao comportamento errático do Executivo, serão interpretados como sabotagem de políticos que estariam interessados em impedir o presidente Jair Bolsonaro de governar”, diz o jornal logo na abertura de seu texto.

O editorial remete ao já lendário “Uma escolha muito difícil“, publicado em 8 de outubro de 2018, com a esdrúxula e forçada comparação entre Jair Bolsonaro e Fernando Haddad.

“Resta esperar que eleitores e candidatos entendam, em algum momento, que não é possível governar com base no rancor”, dizia o jornal na ocasião, falando sobre o mesmo sentimento obsessivo por Lula que nutre na edição desta sexta-feira (28).


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum