Plínio Teodoro

28 de abril de 2020, 12h32

Surge a prova do Gabinete do Ódio: o áudio de Joice Hasselmann

Joice, Moro e todos os que estão hoje no Planalto e no entorno de Jair, Flávio, Carlos e Eduardo são cúmplices das mentiras que levaram o clã representativo das milícias ao poder

Eduardo Bolsonaro e Joice Hasselmann - Foto: Reprodução/Twitter

“Conhecereis a verdade e ela vos libertará”. O versículo do Evangelho de João (8:32), o preferido de Jair Bolsonaro, veio à tona nesta terça-feira (28) para atestar que é verdadeira a informação sobre a existência de uma fábrica de mentiras no Palácio do Planalto, chamada de Gabinete do Ódio.

Instalado em sala ao lado da Presidência da República e comandado por Carlos Bolsonaro, o tal gabinete foi criado a partir da rede de mentiras e destruição de reputações que funcionou durante a campanha eleitoral e levou Bolsonaro ao poder.

O áudio vazado pelo apresentador bolsonarista Luiz Ernesto Lacombe – ex-Globo e atual Band – após ameaça velada de Bolsonaro não atinge apenas Joice Hasselmann, a ex-líder do governo.

Leia também: Lacombe vaza áudio sobre perfis fakes de Joice Hasselmann após ameaças de Bolsonaro

Ele mostra o modus operandi de um grupo de criminosos que se apoderaram do país por meio da mentira e da difamação na guerra de narrativas instalada durante as eleições de 2018 e que segue sendo o eixo principal de um governo calcado em mamadeiras de piroca a cada tema tratado.

Em entrevista a Datena, Joice diz que com o ato, Bolsonaro assina o atestado de culpa de ser o chefe do gabinete do ódio e cita o levante travado agora contra o seu biografado, o ex-juiz da Lava Jato, Sérgio Moro, que saiu atirando pela porta dos fundos do governo que ajudou a eleger.

Joice Hasselmann: Vazamento de áudio atesta que Bolsonaro é chefe do Gabinete do Ódio

Joice, Moro e todos os que estão hoje no Planalto e no entorno de Jair, Flávio, Carlos e Eduardo são cúmplices das mentiras que levaram o clã representativo das milícias ao poder. São peças da quadrilha virtual que busca construir narrativas fantasiosas baseadas nos delírios de Olavo de Carvalho em cima de um inimigo existente.

Se o áudio prova a existência do gabinete do ódio, ele comprova também a existência de uma rede de fake news que levou o país ao obscurantismo da ignorância e da mentira, que hoje consome milhares de vidas, enquanto o presidente e seus asseclas buscam rotular na mesma narrativa todos aqueles que se levantam contra a necropolítica instalada diante de uma pandemia mundial – incluindo a OMS.

Joice conhece a verdade, mas como Moro e outros milhares de brasileiros, assumiu a narrativa das fake news para levar ao poder uma velha raposa mentirosa da política, que instalou não só um gabinete, mas um governo de ódio.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum