Colunistas

07 de dezembro de 2018, 16h44

Quién sos vos para educar mi pueblo, mi Brasil, mi gente, mi historia?

João Vicente Goulart, sobre o futuro ministro da Educação: “Que fizestes pelo teu povo? Que dizem as crianças colombianas a teu respeito? Que direito te imprime colocar-te ao lado da pior mazela que foi imposta a meu país, que foi o Golpe Militar de 1964, que depôs o governo legítimo do Presidente João Goulart?”

João Goulart e Tancredo Neves saudados por militares brasileiros – Foto: Arquivvo Pessoal

Dei este título de meu artigo, em espanhol, em homenagem aqueles que, exilados em nossa América Latina, respeitávamos os direitos dos povos que nos tinham abrigado.

De acordo com o novo ministro da Educação do Brasil, o colombiano Vélez Rodriguez, que ao dirigir-se a nós brasileiros textualmente disse em entrevista veiculada pela mídia: – “31 de março de 1964: é patriótico e necessário recordar essa data”.

Fórum precisa ter um jornalista em Brasília em 2019. Será que você pode nos ajudar nisso? Clique aqui e saiba mais

Mais à frente, continua, o ministro da Educação de “meu” país, dizendo: “Nos treze anos de desgoverno lulopetista os militantes e líderes do PT e coligados tentaram, por todos os meios, desmoralizar a memória dos nossos militares e do governo por eles instaurado em 64”.

De “nossos” quem, senhor futuro ministro? Ou algum militar brasileiro combateu as FARC? Desde quando os militares brasileiros são seus, ou pertencem às forças armadas colombianas?

Veja também:  A estúpida lentidão da história

Ou é o uso do mero e subservientíssimo advérbio incontrolado de sua boca esquecida na Colômbia?

Somente por ser professor da Escola de Comando e Estado-Maior do Exército Brasileiro, vossa excelência pensa ou se o dá direito de passar por cima da história de nosso país, pelos nossos mortos que tombaram no caminho da liberdade para instaurar a democracia em nossa Pátria após 21 anos de ditadura feroz, sem olhar para seu umbigo, colombiano Vélez Rodriguez?

Que fizestes pelo teu povo? Que dizem as crianças colombianas a teu respeito? Que direito te imprime colocar-te ao lado da pior mazela que foi imposta a meu país, que foi o Golpe Militar de 1964, que depôs o governo legítimo do Presidente João Goulart?

Que índole te auto-outorgas para “moralizar” e comandar a nossa Educação, desmoralizando Paulo Freire, Gramsci – citado na entrevista -, Darcy Ribeiro, Anísio Teixeira e tantos outros grandes intelectuais que sobreviverão à tua gestão fascista em meu Brasil?

É bom irmos nos acostumando, com gente subserviente que transporta suas intelectualidades a serviço desse fascismo vindouro, sabendo, cada vez mais convictos que este país é nosso, e não de traidores que querem submeter nossa soberania, inclusive a intelectual, por estrangeiros sicários da América Latina, como certos colombianos que se auto-intitulam salvadores de nossas crianças e jovens brasileiros, esquecendo sua verborreia e sua origem em países alheios ao nosso.

Veja também:  Secretário de Educação do DF agradece por ter sido exonerado pelo governador por defender democracia

A história, não esqueçamos, é filha da verdade e mãe da liberdade de um povo.

O tempo faz justiça para quem luta por seu povo e enterra os tiranos sem flores nem lembranças.

Agora que você chegou ao final deste texto e viu a importância da Fórum, que tal apoiar a criação da sucursal de Brasília? Clique aqui e saiba mais

 

 

 


Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum