Raphael Silva Fagundes

12 de agosto de 2019, 23h03

O louco e o palhaço: a imbecilização da retórica política

Raphael Fagundes: “Parece que o louco do conto de Machado de Assis e o palhaço de Tobias Barreto se encontram no cargo máximo do executivo brasileiro”


+ posts

15 de julho de 2019, 06h00

A mídia convencerá o povo a apoiar as privatizações, como fez com a reforma da Previdência?

A retórica será a mesma: tapar rombos, aumentar recursos, diminuir gastos etc.. Mostrarão números, alguns reais, outros inventados, mas a solução será apenas uma: privatizar


10 de julho de 2019, 06h12

A manipulada luta dos pobres contra os pobres

Raphael Fagundes: “As classes dominantes sempre criaram maneiras de fomentar o ódio entre as classes subalternas”


06 de julho de 2019, 15h16

O homem que engravidou Maria

Raphael Fagundes: “Francisco percebeu que a sua pesquisa, embora houvesse tomado proporções inimagináveis, ainda podia ser concluída e que deveria fazer isto em nome de seu amigo que se decompunha perante seus olhos”


03 de julho de 2019, 06h00

Comunistas liberais e liberais comunistas: como a direita reinterpretou a luta de classes

Para se popularizar a esquerda adota a questão moral e de identidade, enquanto a direita adota a luta de classes. Que ironia: comunistas sendo liberais e liberais comunistas


28 de junho de 2019, 06h00

Um jacobino às avessas: como as elites usam Bolsonaro para (i)mobilizar as massas

Raphael Fagundes: “Pelo menos até a consolidação da reforma da Previdência e das privatizações, a burguesia usará Bolsonaro como mito, capaz de convocar parte da massa para atender aos interesses do capital”


27 de junho de 2019, 17h51

O círculo vicioso bolsonarista: militar traficante – traficante evangélico – evangélico militarista

Raphael Fagundes: “Cabe lembrar que todos os componentes deste ciclo são viciosos: a doutrina militar, o fundamentalismo e o efeito químico das drogas”


24 de junho de 2019, 06h00

Lacaios do capital: os três poderes e as revelações de Greenwald

O material que veio a público através do jornalista Glenn Greenwald, traz esperança para a esquerda liberal, mas desvirtua a luta real. Isso porque cria uma esperança pautada na moralidade jurídica, a mesma que sabia de tudo e prendeu Lula mesmo assim


18 de junho de 2019, 06h00

A direita jamais venceria se não fosse tão suja

Raphael Fagundes: “As classes dominantes sempre usaram (ilegalmente) de formas institucionais para conter o progresso do país. Foi assim em 1964 e está sendo assim hoje”


15 de junho de 2019, 07h00

Sobre a canalhice: a Globo e a Lava Jato

Raphael Fagundes: “Através das fake news, que agora faz de tudo para combater, a mídia vem minando a democracia no país, o que contribuiu para forjar um grande monstro que está nos conduzindo para uma época sombria”


08 de junho de 2019, 08h29

A retórica da reforma: como convencer os pobres a defender os ricos

Raphael Fagundes: “O poder de convencimento da reforma da Previdência defendida pelo governo é muito forte, principalmente porque os grandes veículos de comunicação dão suporte a ela”


02 de junho de 2019, 18h19

Palavras incendiárias: a esquerda precisa retomar o discurso radical

O ethos de revoltado assumiu a dianteira do discurso político popular, e a direita se apoderou dele explorando ao máximo o que se tornou um lugar comum: “chega de corrupção”