Rodrigo Perez Oliveira

18 de fevereiro de 2020, 23h17

O Carnaval está sempre certo!

Leia na coluna de Rodrigo Perez: “Como cada caso é um caso, é muito difícil ter uma resposta única que não caia no dogmatismo tradicionalista ou no extremismo identitário. O bom senso continua sendo o melhor conselheiro”


+ posts

09 de janeiro de 2020, 23h10

O caso Bruno

Rodrigo Perez: O “caso Bruno” é a prova cabal de que as ideologias estão vivas, vivíssimas


26 de dezembro de 2019, 14h07

2019, o ano I do fascismo à brasileira

Rodrigo Perez Oliveira: "Moro e Bolsonaro apontam para o futuro, disputam o controle de uma promessa utópica. Lula é a experiência testada e aprovada, um momento feliz do passado recente"


10 de dezembro de 2019, 23h52

O fator Dilma Rousseff

Rodrigo Perez Oliveira: "Por mais que os aspectos culturais e comportamentais sejam muito importantes na configuração dos afetos políticos nos dias de hoje, a economia ainda é o aspecto definidor da disputa"


19 de novembro de 2019, 22h35

Por que Lula foi solto? Para que Lula está solto?

Rodrigo Perez Oliveira analisa: “Lula está livre para liderar o retorno do projeto político popular e redistributivo ao governo. Pra isso, precisa vencer eleição. Essa é sua última missão. Talvez seja a mais difícil de todas”


30 de outubro de 2019, 23h26

O agitador fascista

Leia na coluna de Rodrigo Perez Oliveira: “Bolsonaro é o Coringa, é a personificação de uma sociedade que se percebe como colapsada, que despreza qualquer tipo de mediação institucional”


02 de outubro de 2019, 15h33

Por que a Lava Jato quer Lula Livre?

Rodrigo Perez Oliveira: “Lula só sai da cadeia por condução coercitiva, arrastado, talvez até algemado. Vai resistir mais pra sair do que resistiu pra entrar. Definitivamente, o Brasil não é para principiantes”


27 de setembro de 2019, 11h53

O aspecto positivo do discurso de Bolsonaro na ONU

Rodrigo Perez Oliveira: “O discurso na ONU foi a cereja do bolo e jogou pá de cal na representação que, durante quase duzentos anos, definiu o Brasil no imaginário internacional”


24 de setembro de 2019, 00h07

Bacurau nos deu uma má notícia

Bacurau usou o registro ficcional para produzir verossimilhança a partir do absurdo. Ao fazê-lo nos deu uma péssima notícia: temos a violência como gramática comum e todos nós, bem lá no fundo, somos um pouquinho Bolsonaro


13 de setembro de 2019, 22h26

O perigo de ter o bode na sala

Como Bolsonaro é o paroxismo do absurdo, desenvolvemos a estranha capacidade de tolerar outros absurdos, que nem mais parecem ser tão absurdos assim.


06 de setembro de 2019, 22h49

Conservadores e revolucionários no Brasil do bolsonarismo

Rodrigo Perez Oliveira: “Quem disse que ser revolucionário é sempre bom e ser conservador é sempre ruim? Depende da ocasião, como quase tudo na vida”


30 de agosto de 2019, 22h50

O dia depois de amanhã

Rodrigo Perez Oliveira: “O bolsonarismo está diante de um impasse, pois não tem força suficiente para suprimir completamente a democracia e é incapaz de governar por dentro das instituições”