Rudá Ricci

09 de Maio de 2020, 11h09

O cheiro da morte

“Prometo que farei uma campanha, assim que esta tragédia ceder, para processarmos judicialmente este Jair, responsabilizando-o por todas as mortes causadas por sua inação”, diz Rudá Ricci, em novo artigo

Estudiosos estimam que já são 2 milhões de brasileiros infectados por Covid19. Se 1% é o índice de fatalidade pelo total de infectados, já estaremos com 20 mil mortos, o dobro do dado oficial.

Tenho para mim que ainda podemos frear a velocidade da curva ascendente de mortes, mas não conseguiremos cancelar a tragédia nacional. Serão mais duas semanas de recordes macabros nesta terra que tudo dá, incluindo loucos, fanáticos, desumanos e toda fauna de seres inexplicáveis.

Projeta-se que sairemos efetivamente desta crise sanitária no Natal. A notícia deve ter alegrado nossos empresários de araque, que não ligam A com B, já que o seu Tico dificilmente dialoga com seu Teco.

O desastre social transformará nosso Natal de 2020 num período chuvoso, cinzento, triste, uma obra de Cioran. A alegria brasileira ficará estampada num sorriso amarelo, estupefato, buscando algum indício de que a Terra é plana e basta andar e andar que se chega a algum lugar diferente desta terra que dizem ser redonda e que nos faz encontrar sempre o mesmo ponto de saída.

O Brasil definha.

Não adianta os boquirrotos de arminha de chumbinho nas mãos.  Vocês foram derrotados juntamente com o resto dos brasileiros perplexos e até os que – como eu – imploravam por um pingo de bom senso e racionalidade.

Quebramos recordes de mortes diárias, mas nosso presidente (com “p” sempre minúsculo, quase imperceptível) decide organizar um churrasco. Um desaforo típico de alguém que não compreende o mundo. Alguém em outra dimensão. Alguém que deve sofrer muito, que teve muitos traumas em toda sua vida, que não tem paz interior, não sabe o que é solidariedade e, por estes motivos, cobre sua vista para não enxergar nada. Tudo para ele se resume a uma disputa sobre quem é mais forte (se é que me fiz entender).

Prometo que farei uma campanha, assim que esta tragédia ceder, para processarmos judicialmente este Jair, responsabilizando-o por todas as mortes causadas por sua inação. Muitas ações judiciais. Estimularei famílias que perderam seus entes por estes crimes de responsabilidade. Não esquecerei os governadores e prefeitos que abriram o comércio neste momento mais grave. Nunca os esquecerei.

O Brasil não é feito somente por este tipo de gente. Agora, sabemos que eles realmente existem. Não são personagens da ironia de Chico Anísio. Eles existem. São zumbis que querem a carne fresca de brasileiros trabalhadores.

Não vamos esquecê-los. Nunca.

*Este artigo não reflete, necessariamente, a opinião da Fórum


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum