Sergio Amadeu da Silveira

17 de agosto de 2019, 21h06

O entorpecimento do Brasil, por Sérgio Amadeu

Sérgio Amadeu da Silveira é Sociólogo e professor da Universidade Federal do ABC. (Foto: Facebook)

Entorpecimento.

Essa é a palavra correta para descrever a sociedade brasileira diante da tragédia que vive.

A cada dia, o grupo neoliberal, comandado por um investidor sujo que queria ser reconhecido como um economista, o tal Paulo Guedes, desfere um ataque ao patrimônio público brasileiro. Os banqueiros aplaudem, a família Marinho comemora e lamenta a deselegância do atual governo, mas reconhece sua eficiência em desmontar o Estado.

Hoje, li em diversos sites que o CNPq irá cortar 84 mil bolsas. Os Bolsominions comemoram. Escrevem: acabou a mamata para os vagabundos.

Quem são esses “vagabundos pesquisadores”?

Exatamente boa parte de quem mantém a pesquisa científica e tecnológica no país.

Quem está comemorando? Os youtubers de extrema direita, os rentistas e banqueiros, os donos do Itaú e Bradesco, os empresários do estilo Véio da Havan, ignorantes e recalcados, em geral, gente que tem pouca condição de chamar alguém de “vagabundo”.

Não vamos nos iludir. A quem interessa a destruição do sistema de ciência e tecnologia do Brasil? À direita norte-americana que sempre viu no Brasil um incômodo geopolítico no seu quintal.

E daí?

O Brasil parece estar sonolento. Não há canais para paralisar essas aberrações e ações inconstitucionais. O queridinho presidente da Câmara Federal é um neoliberal mais educadinho, mas tem o mesmo programa de Bolsonaro. O Judiciário se despedaçou, corroído pela extrema partidarização e pelo desvirtuamento do STF. Além disso, acovardado, o STF está sob ameaça do militares. O próprio ex-ministro do Exército Villas Boas deixou claro que quer o entreguista Bolsonaro comandando o país.

O que temos, hoje, é o Exército mandando no país com generais entreguistas comemorando a destruição de direitos e a entrega das nossas riquezas para os “líderes americanos”.

Enquanto isso, entorpecido o país vai sendo devastado. Quem imaginou ver figuras como Damaris, Bolsonaro, Heleno e Guedes em um governo qualquer? Quem imaginou um chanceler dizer que o fato de ter passado frio na Itália mostra que não existe o aquecimento global? Mas isso não conta. Isso é folclore. O que conta é que com o apoio dos algoritmos do YouTube e Facebook, as mensagens da extrema direita atingem mais pessoas. O que conta é que o país não consegue reagir e não encontra canais para resistir.

Por isso, acho que é hora de pensar em uma estratégia contra o neoliberalismo que nos tire da paralisia.

Vamos seguir as pistas… Vamos encontrar às brechas…


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum