Imprensa livre e independente
30 de abril de 2019, 17h01

Com a derrota do golpe, Bolsonaro oferece asilo a 25 militares venezuelanos

O presidente eleito da Venezuela, Nicolás Maduro, revelou, no início da tarde, através da sua conta do Twitter, que as Forças Armadas do país seguem leais a ele

Mourão (E) e Bolsonaro durante encontro com Juan Guaidó (Foto: Divulgação/PR)
O porta-voz da Presidência da República, Otávio Rêgo Barros, confirmou na tarde desta terça-feira (30), que o presidente Jair Bolsonaro atendeu a pedido de asilo político de 25 militares venezuelanos na embaixada do Brasil na Venezuela. Na madrugada desta terça, os líderes da oposição Juan Guaidó e Leopoldo López deram início a uma ação para tentar derrubar o regime de Maduro. O presidente Jair Bolsonaro fez diversas manifestações de apoio à derrubada do governo venezuelano, que foi malograda no decorrer do dia. O presidente eleito da Venezuela, Nicolás Maduro, revelou, no início da tarde, através da sua conta do Twitter, que as Forças Armadas do...

O porta-voz da Presidência da República, Otávio Rêgo Barros, confirmou na tarde desta terça-feira (30), que o presidente Jair Bolsonaro atendeu a pedido de asilo político de 25 militares venezuelanos na embaixada do Brasil na Venezuela.

Na madrugada desta terça, os líderes da oposição Juan Guaidó e Leopoldo López deram início a uma ação para tentar derrubar o regime de Maduro. O presidente Jair Bolsonaro fez diversas manifestações de apoio à derrubada do governo venezuelano, que foi malograda no decorrer do dia.

O presidente eleito da Venezuela, Nicolás Maduro, revelou, no início da tarde, através da sua conta do Twitter, que as Forças Armadas do país seguem leais a ele e convocou uma manifestação popular em apoio a seu governo.

López, que estava em prisão domiciliar, foi para a rua ao lado de Guaidó. Ambos se dirigiram para a base aérea de La Carlota, em Caracas, onde anunciaram o apoio de militares dissidentes e convocaram a população a se juntar a eles.

O destino dos dois ainda é desconhecido.

Com informações da Folha

Veja também:  Com amigo de infância na Secretaria-Geral, Carlos e Eduardo Bolsonaro chegam à cúpula do governo

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum