Imprensa livre e independente
03 de junho de 2014, 17h17

Com a participação de Neymar, YouTube lança campanha contra a homofobia no futebol

No vídeo, atletas do mundo inteiro fazem apelo pelo fim do preconceito no esporte

No vídeo, atletas do mundo inteiro fazem apelo pelo fim do preconceito no esporte Por Redação Na véspera da Copa do Mundo, o YouTube acaba de lançar a campanha #ProudToPlay contra a homofobia no futebol e no esporte. A ação conta com a participação de Neymar, Kobe Bryant, Paulo Henrique Ganso, Marta e Denilson e outros esportistas. O vídeo ainda conta com inserções discursivas de Nelson Mandela e Barack Obama. A iniciativa do YouTube vem em momento muito oportuno, quando celebridades do mundo esportivo têm assumido a sua sexualidade, por exemplo, o astro da NBA Jason Collins e o saltador...

No vídeo, atletas do mundo inteiro fazem apelo pelo fim do preconceito no esporte

Por Redação

Na véspera da Copa do Mundo, o YouTube acaba de lançar a campanha #ProudToPlay contra a homofobia no futebol e no esporte. A ação conta com a participação de Neymar, Kobe Bryant, Paulo Henrique Ganso, Marta e Denilson e outros esportistas. O vídeo ainda conta com inserções discursivas de Nelson Mandela e Barack Obama.

A iniciativa do YouTube vem em momento muito oportuno, quando celebridades do mundo esportivo têm assumido a sua sexualidade, por exemplo, o astro da NBA Jason Collins e o saltador olímpico Tom Delay. O que também torna a campanha importante é que, se de um lado esportistas saem do armário, outros têm lidar com ataques racistas no campo, como foi o caso do jogador Daniel Alves, vítima de manifestação racista.

Por fim, a campanha lança a ideia de que os jogadores entrem em campo com orgulho de ser aquilo são. Em um ambiente ainda fortemente marcado pelo machismo, campanhas como essas são bem-vindas para tornar a arena do esporte um espaço mais plural e menos sexista.

Veja também:  Parlamentar muçulmana dos EUA chama apresentador da Fox News que a atacou de "tolo racista"

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum