Imprensa livre e independente
21 de março de 2018, 19h29

Com pássaros armados – e um tucano em destaque – Pearl Jam critica intervenção no Rio

A banda se apresenta hoje no Maracanã e, no flyer de divulgação, ironizou a intervenção militar e a violência no Rio de Janeiro com um desenho de pássaros brasileiros armados e uma favela ao fundo. Confira

A banda norte-americana Pearl Jam, que se apresenta nesta quarta-feira (21) no Estádio do Maracanã, divulgou um flyer em que retrata a violência e a intervenção militar na cidade. Na imagem que anuncia o show, pássaros brasileiros – um tucano em destaque, um papagaio e bem-te-vi – seguram armas de alto calibre. Ao fundo, é possível ver o que seria uma favela carioca. A banda já se apresentou no Rio de Janeiro em outras ocasiões mas essa é a primeira vez que faz uma crítica à violência na cidade – justamente em meio à intervenção militar e uma semana após...

A banda norte-americana Pearl Jam, que se apresenta nesta quarta-feira (21) no Estádio do Maracanã, divulgou um flyer em que retrata a violência e a intervenção militar na cidade.

Na imagem que anuncia o show, pássaros brasileiros – um tucano em destaque, um papagaio e bem-te-vi – seguram armas de alto calibre. Ao fundo, é possível ver o que seria uma favela carioca.

A banda já se apresentou no Rio de Janeiro em outras ocasiões mas essa é a primeira vez que faz uma crítica à violência na cidade – justamente em meio à intervenção militar e uma semana após o assassinato da vereadora Marielle Franco, que repercutiu mundialmente.

A arte é de Ravi Amar Zupa que, pelas redes sociais, a explicou: “Essa peça de arte é uma homenagem ao Rio de Janeiro — particularmente às pessoas que moram nas favelas que, apesar da desigualdade obscena, encontram maneiras de criar cidades à beira dos morros. A inspiração para os desenhos dos ninhos e dos passarinhos veio das composições absurdas com animais que Bosch pintou no final do século 15. Baseei os desenhos dos pássaros em espécies nativas do Brasil (tucano, bem-te-vi e papagaio)”.

Veja também:  Presidente da UNE denuncia violência durante ato em frente ao MEC

A imagem, logo após divulgada, se espalhou rapidamente pelas redes sociais e os internautas não demoraram para entender o recado.

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum