Imprensa livre e independente
12 de julho de 2019, 11h04

Com recessão à vista, governo Bolsonaro reduz projeção do PIB em 2019 de 1,6% para 0,81%

Queda na previsão do crescimento da economia deve resultar em novo contingenciamento de recursos neste ano - diferentemente do que foi prometido em março, quando o governo bloqueou R$ 30 bilhões na verba dos ministérios

Bolsonaro durante reunião do Conselho Internacional de Negócios. (Foto: Alan Santos/PR)
Com a já anunciada recessão econômica à vita, o governo Jair Bolsonaro cortou pela metade, nesta sexta-feira (12), a projeção do Produto Interno Bruto (PIB) de 2019. Com o ajuste às previsões do mercado financeiro, o crescimento da economia no ano cai de 1,6% para 0,81%. Inscreva-se no nosso Canal do YouTube, ative o sininho e passe a assistir ao nosso conteúdo exclusivo Essa é a terceira reavaliação para baixo feita pelo governo para calcular a execução das contas federais. O orçamento de 2019 foi elaborado no meio de 2018 e trazia, inicialmente, uma previsão de crescimento de 2,5%. De...

Com a já anunciada recessão econômica à vita, o governo Jair Bolsonaro cortou pela metade, nesta sexta-feira (12), a projeção do Produto Interno Bruto (PIB) de 2019. Com o ajuste às previsões do mercado financeiro, o crescimento da economia no ano cai de 1,6% para 0,81%.

Inscreva-se no nosso Canal do YouTube, ative o sininho e passe a assistir ao nosso conteúdo exclusivo

Essa é a terceira reavaliação para baixo feita pelo governo para calcular a execução das contas federais. O orçamento de 2019 foi elaborado no meio de 2018 e trazia, inicialmente, uma previsão de crescimento de 2,5%.

De acordo com o boletim Focus, divulgado pelo Banco Central na segunda-feira (8), a expectativa do mercado é de um crescimento do PIB de 0,82% neste ano.

A reavaliação feita pelo governo aponta para a necessidade de um novo contingenciamento de recursos neste ano – diferente do que foi anunciado em março, quando o governo bloqueou R$ 30 bilhões na verba dos ministérios. A decisão final será divulgada no dia 22 deste mês, quando o relatório bimestral será divulgado.

Veja também:  Bolsonaro comete crime ao piratear cena de filme e diz, no Twitter, que vídeo foi "vazado"

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum

#tags