Imprensa livre e independente
22 de fevereiro de 2018, 22h28

Como a intervenção militar no RJ pode intensificar a guerra entre facções no Brasil?

Em entrevista à Fórum, o historiador Vagner Marques analisa como a intervenção militar pode influenciar na guerra entre facções vigente no país e fala sobre como a medida é parte do problema da violência, e não a solução. Assista

Foto: Fernando Frazão/Agência Brasil
Que efeitos uma intervenção militar no Rio de Janeiro pode causar tendo em vista que as periferias do Rio de Janeiro, assim como no restante do Brasil, são dominadas por facções que estão em constante conflito entre si? Em entrevista à Fórum, que foi transmitida ao vivo pelo YouTube, o historiador Vagner Marques, autor do livro “Fé e crime: Evangélicos e PCC nas periferias de São Paulo”, responde a essa e a outras perguntas e dispara: o uso das Forças Armadas não vem como uma solução para o problema da segurança pública; ele faz parte, diretamente, desse problema. Assista a...

Que efeitos uma intervenção militar no Rio de Janeiro pode causar tendo em vista que as periferias do Rio de Janeiro, assim como no restante do Brasil, são dominadas por facções que estão em constante conflito entre si? Em entrevista à Fórum, que foi transmitida ao vivo pelo YouTube, o historiador Vagner Marques, autor do livro “Fé e crime: Evangélicos e PCC nas periferias de São Paulo”, responde a essa e a outras perguntas e dispara: o uso das Forças Armadas não vem como uma solução para o problema da segurança pública; ele faz parte, diretamente, desse problema.

Assista a íntegra da entrevista.

Veja também:  Acusado de nepotismo e ironizado nas redes, Eduardo Bolsonaro prepara lista de embaixadores de Lula

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum