Fórumcast, o podcast da Fórum
09 de setembro de 2017, 14h30

Alexandre Garcia usa tragédia para fazer piada com Lula e Dilma

Antipetista fervoroso, Alexandre Garcia perde o bom senso mas não perde a piada. Ele fez trocadilhos com nomes de furacões para atacar Lula e Dilma a partir de uma notícia do furacão Irma, que já deixou ao menos 25 pessoas mortas e desalojou milhares 

Por Redação 

Alexandre Garcia perde o bom senso, a ética jornalística e o profissionalismo, mas não perde a piada. Vale tudo para atacar o PT. Atipetista fervoroso, o jornalista da Globo, pelo Twitter, usou uma notícia de tragédia para fazer piada com Lula e Dilma.

“Aqui o furacão Antônio(Palocci) está no grau 5. Mais que o Dirma. Devasta Barbudo, Costas Ricas e Ex-Salvador.( desculpem os troca d’ilhas)”, tuitou Garcia.

Na postagem, indo contra toda a ética que um jornalista deve ter ao tratar de desastres naturais, Garcia fez trocadilhos com o furacão Irma que, junto com os furacões José e Kátia, já causou pelo menos 25 mortes e deixou milhares de pessoas desabrigadas na América Central, Caribe e sul dos Estado Unidos.

Veja também:  Presidente do Uruguai anuncia que tem nódulo "aparentemente maligno" no pulmão

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum