Fórumcast #20
18 de julho de 2019, 11h24

André Rizek é condenado a pagar 1,1 milhão de reais por culpa da Abril, revela Juca Kfouri

A ação é referente a uma reportagem de 2001 na revista Placar, quando a editora contrariou o jornalista e publicou fotos de jogadores menores de idade, das categorias de base do Corinthians, que estariam supostamente envolvidos com cocaína

O jornalista esportivo André Rizek (Foto: Divulgação/SporTV)

O jornalista Juca Kfouri publicou em seu blog, no portal Uol, que o jornalista André Rizek, atualmente na Sportv, foi abandonado pela Editora Abril em um processo em que foi condenado a pagar R$ 1,1 milhão.

A ação é referente a uma reportagem de 2001 na revista Placar, quando a editora contrariou o jornalista e publicou fotos de jogadores menores de idade, das categorias de base do Corinthians, que estariam supostamente envolvidos com cocaína.

A matéria foi publicada com a assinatura do jornalista, que foi condenado em processo movido pela família dos garotos.

“Importante salientar que Abril é signatária de uma convenção trabalhista de 2001 segundo a qual é a empresa quem paga as ações cíveis, mesmo quando o repórter é réu solidário – caso de Rizek e de tantos outros”, destaca Juca Kfouri em seu texto.

No entanto, após diversos recursos, em que advogados da Abril defenderam somente a empresa, o jornalista e a editora foram condenados a pagar a indenização e as custas processuais, que chegam ao valor de R$ 1,1 milhão. A sentença foi dada dias após a empresa decretar recuperação judicial.

Veja também:  Cartunista Art Spiegelman é censurado pela Marvel após críticas a Trump

Após a decisão judicial, advogados da Abril teriam convocado Rizek e dito a ele que o caso é “complicado”, abandonando o jornalista à própria sorte.

“De tudo, resta perguntar: há alguma segurança para assinar uma matéria em revistas da editora Abril?”, indaga Kfouri em seu texto.

Leia a reportagem na íntegra no Blog do Juca


Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum