Fórumcast, o podcast da Fórum
31 de julho de 2019, 10h53

Apresentador da TV Globo ganha R$ 7 milhões trabalhando para o Bradesco

As atividades contrariam seu contrato com a Globo e põem em xeque um dos pilares dos princípios editoriais da emissora, que é a isenção jornalística

Foto: Reprodução

O jornalista Dony De Nuccio, apresentador do Jornal Hoje, da Rede Globo, faturou nos últimos dois anos um total de R$ 7.239.692 produzindo “road shows telepresenciais”, vídeos, cartilhas e palestras para o Banco Bradesco.

As atividades contrariam seu contrato com a Globo e põem em xeque um dos pilares dos princípios editoriais da emissora, que é a isenção jornalística. Dony só revelou suas relações com o Bradesco a seus chefes na Globo há duas semanas, quando o Notícias da TV publicou em primeira mão que ele gravou vídeos internos enaltecendo produtos da Bradesco Seguros, outra empresa do grupo financeiro.

A Globo entendeu que não houve má-fé de Dony, mas o repreendeu por violar suas normas editoriais.

“A TV Globo reconhece que não houve má-fé por parte de Dony De Nuccio. Mas afirmou a ele que as regras existem, entre outras razões, para evitar que jornalistas sejam questionados e tenham que dar esclarecimentos tão detalhados à imprensa.”

Notícias da TV obteve com exclusividade cópias de 25 notas fiscais, emitidas entre 12 de julho de 2017 e 17 de junho deste ano, pela empresa da qual Dony é sócio. Dessas 25 notas, oito foram canceladas. As 17 notas válidas somam R$ 7.239.692. Dessas, as que mais chamam a atenção são duas notas de R$ 2.000.000 cada, ambas de 26 de março último, pela “prestação de serviços profissionais de ‘road show telepresencial’, para fins de treinamento” (confira ao lado). Há ainda uma NF de R$ 1.172.400, de 4 de fevereiro, e uma de R$ 1.384.000, de 17 de abril último, ambas por “treinamento telepresencial”.

Quase todas as notas fiscais foram emitidas pela Prime Talk Produções e Assessoria Ltda contra o Banco Bradesco S/A; só uma foi contra a Bradesco Seguros. A Prime Talk, uma produtora de vídeos, foi aberta em 15 de março de 2017 por Adonay De Nuccio, que é o verdadeiro nome do apresentador, e pelo comentarista econômico Samy Dana, dispensado pela Globo na semana passada.

Por meio do departamento de Comunicação da Globo, Dony informou “que em meados de julho retirou-se totalmente da empresa”. Nos registros da Jucesp (Junta Comercial do Estado de São Paulo), no entanto, a Prime Talk continua no nome de Dony e Samy Dana. Cada um tem R$ 4 mil dos R$ 8 mil de capital social da firma, que oficialmente funciona na casa do apresentador do Jornal Hoje, na alameda Bela Cintra, em São Paulo.

 


Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum