Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
18 de abril de 2019, 07h41

Bolsonaro é “prenúncio de período sombrio para a democracia e a liberdade de expressão”, diz Repórteres Sem Fronteiras

Brasil caiu três pontos em ranking mundial da liberdade de imprensa. Em análise, organização diz que "horizonte midiático ainda é bastante concentrado no Brasil, sobretudo ao redor de grandes famílias, com frequência, próximas da classe política"

Bolsonaro (Foto: Allan Santos/PR)

Em relatório divulgado nesta quinta-feira (18), que registra a queda de três posições do Brasil no ranking mundial de liberdade de imprensa, a organização Repórteres Sem Fronteiras classificou a eleição de Jair Bolsonaro (PSL) como “prenúncio de período sombrio para a democracia e a liberdade de expressão”. Com a queda, o Brasil agora ocupa a 105ª posição no ranking.

Leia também: Duas medidas: Bolsonaro defende liberdade de expressão, mas processa Fórum

Na análise feita pela organização, o “horizonte midiático ainda é bastante concentrado no Brasil, sobretudo ao redor de grandes famílias, com frequência, próximas da classe política” e a eleição de Bolsonaro, com uma campanha calcada em discursos de ódio contra jornalistas tende a agravar a situação.

“A eleição de Jair Bolsonaro em outubro de 2018, após uma campanha marcada por discursos de ódio, desinformação, violência contra jornalistas e desprezo pelos direitos humanos, é um prenúncio de um período sombrio para a democracia e a liberdade de imprensa”, diz o texto.

Segundo a organização, em 2018 ao menos quatro jornalistas foram assassinados no país em decorrência da sua atividade. “Na maioria dos casos, esses repórteres, locutores de rádio, blogueiros e outros comunicadores mortos cobriam e investigavam tópicos relacionados à corrupção, políticas públicas ou crime organizado, particularmente em cidades de pequeno e médio porte em todo o país, nas quais estão mais vulneráveis”.

A publicação ressalta ainda que “o direito ao sigilo das fontes já foi questionado em diversas situações no país e muitos jornalistas e meios de comunicação são alvos de processos judiciais abusivos”. Em seu primeiro mês de governo, Bolsonaro e o filho, o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL/SP) entraram com processo contra a Fórum e o fotógrafo Lula Marques.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum