Fórumcast, o podcast da Fórum
21 de julho de 2019, 17h41

Damares diz conhecer jornalista que publicou matéria contra Intercept, mas erra nome

Jornalistas do veículo ironizaram a matéria que dizia que o Intercept mantinha um "inferno secreto" na Deep Web; o link era divulgado abertamente

A ministra Damares Alves disse conhecer pessoalmente o colunista Oswaldo Eustáquio, do Agora Paraná, que publicou uma reportagem em que denuncia uma suspeita “deep web” do The Intercept Brasil, mas o chamou por outro nome. Leandro Demori, editor-executivo do Intercept, debochou da publicação de Eustáquio dizendo que não se tratava de deep web.

Em publicação no Twitter, Damares quis dar a credencial de seriedade ao jornalista ao dizer que o conhecia pessoalmente, no entanto, errou o nome do colunista. “É de assustar! Leiam e compartilhem! Eu conheço pessoalmente o Jornalista Otávio, é um profissional sério e muito ético”, tuitou.

A matéria, que afirma que o jornalista “mergulhou no inferno virtual mantido pelo Intercept na Deep Web” para percorrer o caminho de suposto hacker, foi ironizada por Demori, que republicou mensagem dizendo que o site “secreto” era abertamente divulgado pelo Intercept. “Buuuuu a deeeep weeeeeb”, tuitou o editor do veículo.

Amanda Audi, repórter do Intercept, também comentou a matéria dando destaque para a publicidade que o veículo faz do “site do inferno”. “O fantástico caso do “jornalista investigativo premiado” que não sabe escrever Intercept e disse que foi pra DEEP WEB pra encontrar informações que estão públicas no site”, publicou.

 

Veja também:  Vídeo: Fotógrafo Araquém Alcântara faz relato emocionante sobre a Amazônia

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum