Fórumcast, o podcast da Fórum
17 de agosto de 2019, 21h50

Dimenstein critica Joice Hasselmann: “Só no Brasil jornalista picareta imagina governar maior cidade do país”

Apesar de Joice alegar nunca ter se filiado ao sindicato de jornalistas, ela foi condenada por plágio de 65 reportagens quando escrevia no "Blog da Joice"

Gilberto Dimenstein e Joice Hasselmann (Foto: Montagem)

O jornalista Gilberto Dimenstein, criador do portal Catraca Livre, criticou a deputada federal Joice Hasselmann (PSL-SP) nas redes sociais neste sábado (17). O jornalista citou o fato de que Joice poderá concorrer à prefeitura de São Paulo em 2020. “Só no Brasil, uma jornalista comprovadamente picareta, expulsa do sindicato por fraudes, se imagina à altura de governar a maior cidade do Brasil”, escreveu. 

Logo em seguida, a deputada responde às críticas chamando Dimenstein de “militante comunista” e alegando nunca ter se filiado ao sindicato dos jornalistas. No entanto, o Sindicato dos Jornalistas do Paraná de fato identificou o plágio da jornalista em 65 reportagens, escritas por 42 profissionais diferentes, somente entre os dias 34 de junho e 17 de julho de 2014.

Hoje apresentadora da Veja, em São Paulo, Joice Hasselmann cometeu o plágio quando mantinha um site no Paraná, o Blog da Joice. A jornalista passou pela Rádio BandNews e TV Record, na capital paranaense, antes de se transferir para o semanário nacional.

Dimenstein ainda comentou, em resposta à acusação de Joice de ser um “militante comunista”, que detesta qualquer regime autoritário e defende a economia de mercado. “Curioso: sua bandeira é ser conservadora nos costumes. Mas está à altura do Bolsonaro”, publicou o jornalista em suas redes sociais. 


Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum