Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
20 de julho de 2018, 19h22

Folha faz matéria sobre ‘mitos e verdades’ dos agrotóxicos parecida com campanha da Syngenta

A Syngenta lançou um site, com o intuito de convencer as pessoas de os agrotóxicos são bons, com 'mitos e verdades' sobre o tema e o jornal paulista, na sequência, fez matéria com o mesmo teor. Uma das maiores produtoras de agrotóxicos do mundo, a empresa chegou a ser condenada pela contaminação de 92 alunos de uma escola de Goiás

Foto: Campanha 'Chega de Agrotóxicos'

O jornal Folha de S. Paulo divulgou esta semana uma matéria com “verdades e mentiras” sobre os agrotóxicos. A matéria vem como uma tentativa de amenizar os efeitos da campanha contra a chamada PL do Veneno, projeto de lei que flexibiliza o uso de agrotóxicos e que foi aprovado recentemente em comissão da Câmara dos Deputados.

A matéria do jornal está em total sintonia com uma campanha de uma empresa diretamente interessada na agenda positiva aos agrotóxicos. Em novembro do ano passado a Syngenta, empresa multinacional de produção de agrotóxicos, lançou um site com “mitos e verdades” sobre o tema. Nas últimas semanas, diante das discussões em torno do PL do Veneno, a empresa passou a divulgar com ainda mais intensidade a campanha que, explicitamente, tenta convencer a população de que os agrotóxicos não fazem mal para a saúde.

Leia também
Chega de agrotóxicos: consumimos sete litros de veneno por ano

Para se ter uma ideia, a matéria da Folha de S. Paulo e a campanha da Syngenta trazem os mesmos tipos de pergunta, como a se agrotóxico faz mal, se o Brasil é ou não o maior consumidor de agrotóxicos do mundo, entre outras.

Vale lembrar que a Syngenta chegou a ser condenada, em março, a indenizar 92 alunos, professores e funcionários da Escola Municipal Rural São José do Pontal, em Rio Verde (GO), atingidos por agrotóxicos da companhia em 2013. Saiba mais aqui.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum