Fórum Educação
29 de março de 2020, 12h52

Gabriela Prioli deixa CNN Brasil após ser destratada ao vivo por apresentador

A apresentadora virou um dos assuntos mais comentados do Twitter, logo no seu primeiro dia, ao deixar Caio Copolla sem argumentos em um debate

Foto: Reprodução

A apresentadora e advogada Gabriela Prioli anunciou em sua conta do Twitter, neste domingo (29), que se desligou da CNN Brasil.

Leia também: CNN mantém Gottino e anuncia nova comentarista no lugar de Gabriela Prioli

“Eu digo a vocês, de forma reiterada, para se posicionarem, serem firmes e não cederem diante de comportamentos que vocês considerem inadequados. Se agora, quando a vida demanda isso de mim, eu agisse de outra forma, estaria sendo hipócrita”, escreveu a apresentadora.

Gabriela virou um dos assuntos mais comentados das redes, logo no seu primeiro dia na emissora, ao deixar Caio Copolla sem argumentos no programa Grande Debate, apresentado por Reinaldo Gottino.

Copolla foi substituído por Tomé Abduch programas depois, após ser afastado da bancada ao apresentar sintomas de Covid-19. 

Os três debatiam, na manhã desta sexta-feira, sobre a política de drogas no Brasil quando Gottino não a deixou terminar de falar, o que rapidamente virou assunto nas redes sociais. 

Veja abaixo o tuíte de Gabriela comentando o assunto:

“Queridos antigos e novos amigos, os últimos dois dias foram de muita reflexão. Não é fácil ser firme no início de um projeto profissional, mas é impossível não me comportar segundo aquilo que eu defendo, apesar das possíveis consequências.

Eu digo a vocês, de forma reiterada, para se posicionarem, serem firmes e não cederem diante de comportamentos que vocês considerem inadequados. Se agora, quando a vida demanda isso de mim, eu agisse de outra forma, estaria sendo hipócrita.

Em mais de uma oportunidade tive que me posicionar cobrando respeito ao meu espaço de fala. É preciso ser mais contundente. O meu compromisso é com um debate racional, prospectivo, informativo e respeitoso.

Não consigo atingir o meu objetivo se for constrangida e não posso seguir participando do debate sem que a convicção sobre a gravidade do constrangimento não seja só minha, mas de todos os envolvidos, na frente e atrás das câmeras.

Não posso legitimar que o achismo seja equiparado ao conhecimento científico nem contribuir para acirrar a polarização. Seguirei, por enquanto, dividindo com vocês as minhas análises nas minhas redes e pensando em outras formas para podermos interagir e evoluir com qualidade.

Nessas últimas duas semanas o nosso grupo cresceu e isso me traz profunda satisfação. O meu maior prazer é essa troca que tenho com vocês. Fica aqui então o meu muito obrigada.

Nos posicionar é a forma que nós temos de conscientizar o mundo daquilo que nós consideramos fundamental.

Gabi”, escreveu.

Gabriela é mestre em direito penal, professora de pós-graduação em direito na Universidade Presbiteriana Mackenzie e especialista em política de drogas, estreou na emissora como comentarista política.

Veja abaixo o vídeo onde Gabriela é interrompida e desrespeitada:


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum