Fórumcast, o podcast da Fórum
11 de setembro de 2019, 07h39

Globo demite funcionário do G1 que chamou criança de “imbecil” por desfilar com Bolsonaro 

A Globo ainda alegou que, mesmo se o comentário tivesse sido feito pelo perfil do próprio funcionário, comportamento feriria a política da emissora de uso das redes sociais

O garoto Ivo Cesar Gonzalez desfilou com Jair Bolsonaro (Foto: Reprodução)

A TV Globo demitiu o funcionário responsável por publicar nas redes oficiais do G1 um comentário ofensivo contra o menino que desfilou com o presidente Jair Bolsonaro no 7 de Setembro. De acordo com a coluna de Mônica Bergamo, da Folha de S.Paulo, comentário foi realmente feito de forma irregular e sem conhecimento dos editores.

Se você curte o jornalismo da Fórum clique aqui. Em breve, você terá novidades que vão te colocar numa rede em que ninguém solta a mão de ninguém

A Globo ainda alegou que, mesmo se o comentário tivesse sido feito pelo perfil do próprio funcionário, comportamento fere a política da emissora de uso das redes sociais.

O comentário foi postado sábado (7) pelo próprio portal de notícias da emissora, chamando o garoto que subiu no Rolls Royce com Bolsonaro de “moleque imbecil”, além de mandá-lo se “alfabetizar”. Como resposta, robôs e seguidores do presidente subiram a hashtag #GloboImbecil no Twitter como forma de atacar a emissora.

Os ministros Abraham Weintraub, da Educação, e Damares Alves, da Mulher, Família e Direitos Humanos, também entraram no levante contra a Globo.

Em nota, a redação do G1 já havia alegado que a conta do Facebook do portal “foi indevidamente utilizada para um comentário ofensivo sobre o menino que acompanhou o presidente Jair Bolsonaro no desfile de 7 de setembro. O G1 repudia o uso de sua conta e anuncia que vai investigar o ocorrido e tomar as medidas cabíveis”.


Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum