Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
20 de fevereiro de 2019, 18h19

GloboNews assume defesa da “nova previdência” e faz propaganda explícita pela reforma

Postura da emissora não levou em consideração o áudio no qual Bolsonaro chama a Globo de “inimiga”. Ao contrário, aderiu completamente ao projeto do governo

Foto: Reprodução/GloboNews

A GloboNews, definitivamente, assumiu em sua linha editorial a defesa da proposta de reforma da Previdência encaminhada ao Congresso pela equipe econômica de Jair Bolsonaro. Durante toda sua programação, desde a manhã desta quarta-feira (20), as reportagens e comentários abordaram a “necessidade” e a “importância” da “nova previdência”, nome usado na campanha do governo.

O noticiário da emissora jornalística a cabo, pertencente à Rede Globo, quase “esqueceu” uma das regras básicas do jornalismo, ou seja, ouvir o contraditório. Ao longo da programação, poucos parlamentares da oposição foram ouvidos para emitir opiniões contrárias à proposta de reforma.

A postura da emissora, inclusive, não levou em consideração o áudio, divulgado nesta terça-feira (19), no qual Bolsonaro é claro ao chamar a Globo de “inimiga”. Ao contrário disso, pelo menos nesse episódio, aderiu completamente ao projeto do governo.

O fato também sinaliza que o governo está dividido, uma parte mais ligada ao mercado, que tem no ministro da Economia, Paulo Guedes, seu símbolo maior, e outra parte ligada a outros interesses.

Governadores

Um dos exemplos claros da proposta editorial da GloboNews é o fato de que o governador de São Paulo, João Doria (PSDB), um dos poucos mandatários estaduais favoráveis à reforma de Bolsonaro, foi entrevistado durante a tarde.

Em contrapartida, nada menos do que outros 25 governadores, que participaram de uma reunião com o ministro da Economia, Paulo Guedes, nesta quarta, exigem mudanças no texto.

“Da maneira que foi colocada ali, independentemente da crise que existe, posso garantir, com a experiência de 25 anos que tenho advogando para várias categorias, que aquela proposta não passa”, afirmou o governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha (MDB), depois do encontro. Sua ideia é liderar um grupo para apresentar uma contraproposta ao governo.

Nossa sucursal em Brasília já está em ação. A Fórum é o primeiro veículo a contratar jornalistas a partir de financiamento coletivo. E para continuar o trabalho precisamos do seu apoio. Saiba mais.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum