Ouça o Fórumcast, o podcast da Fórum
31 de março de 2018, 14h09

IstoÉ inventa perito bolsominion pra bancar fake news sobre atentado à caravana de Lula

Para justificar a fake news, a matéria traz depoimentos do pré-candidato à presidência da República Jair Bolsonaro e um perito chamado Peter Leal

A revista semanal IstoÉ tenta plantar uma notícia falsa sobre o atentado à caravana de Lula na última semana. Segundo a publicação, peritos estariam questionando a veracidade dos tiros e sugere que os próprios militantes petistas que teriam feitos os três disparos que atingiram dois dos ônibus da caravana.

Para justificar a fake news, a matéria traz depoimentos do pré-candidato à presidência da República Jair Bolsonaro e um perito chamado Peter Leal, que de acordo com a IstoÉ, tem formação em segurança pública. Nas suas redes sociais, Leal mostra suas preferências políticas e faz publicações contra a esquerda. Numa delas, diz que “Che Guevara foi um merda em tudo que tentou fazer”.

Leal fez uma postagem em seu perfil no Facebook dizendo que o ônibus estaria parado e não em movimento. A afirmação embasou a matéria da revista, ignorando relatos de diversos jornalistas que estavam dentro dos ônibus no momento do atentado, entre eles, o da jornalista Eleonora de Lucena, que foi foi editora-executiva da Folha.

“O barulho seco no lado direito do ônibus provocou silêncio. Pedras novamente, pensei. Pedras, alguém falou. O ruído foi diferente”, escreveu Eleonora. “A 1 km do destino, Laranjeiras do Sul, o motorista reduz a velocidade. Para. Descemos. Pneu furado, alguém disse. Saltamos. Miguelitos (ganchos de metal) nos dois pneus da direita. Logo identificamos as marcas dos projéteis.”

Segundo o fotojornalista paranaense Eduardo Matysiak que também estava na caravana, no ônibus de convidados e jornalistas, foi uma emboscada. “Quando escutei um barulho achei que tinha sido pedrada, foi rápido.”

 


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum