Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
28 de janeiro de 2020, 21h52

JN, da Globo, critica novo presidente da Capes, defensor do criacionismo

Benedito Guimarães Aguiar Neto foi nomeado na última sexta-feira e é partidário da teoria do "design inteligente"

Foto: Divulgação

O Jornal Nacional, da TV Globo, deu destaque nesta terça-feira (28) às críticas feitas pela comunidade científica a Benedito Guimarães Aguiar Neto, o novo presidente da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes). Nomeado na última sexta-feira (24), Aguiar Neto – ex-reitor da universidade Mackenzie – já foi alvo de críticas de diversas entidades de pesquisa e pesquisadores por defender a teoria criacionista do “design inteligente”.

O telejornal reproduziu uma parte da nota divulgada pelo Núcleo de Apoio à Pesquisa em Educação, Divulgação e Epistemologia da Evolução Charles Darwin (NAP EDEVO-Darwin) sobre Aguirar Neto. “Não existem dúvidas plausíveis de que o processo evolutivo seja a melhor explicação para os fenômenos da vida, uma conclusão aceita há mais de um século e atualmente endossada inclusive por muitas instituições religiosas, como o Vaticano”, diz um dos trechos exibidos.

“Essa prática, se consumada, afrontará a própria Constituição Federal, ao colocar o estado brasileiro a favorecer certas denominações religiosas, em detrimento de outras. E ainda condenará o Brasil a caminhar de maneira cada vez mais lenta na trilha da melhoria da educação pública”, afirma o NAP EDEVO-Darwin em outro fragmento reproduzido pelo JN.

A pesquisadora Natalia Pasternak, do Instituto Questão de Ciência da USP, foi convidada pelo telejornal e criticou duramente a teoria defendida por Aguiar Neto. “Design inteligente não é ciência. Mas, ao se travestir de ciência ele prioriza ‘pesquisas científicas’ que ‘comprovem’ que isso é ciência. Não estão comprovando coisa nenhuma, mas se gasta dinheiro – dinheiro público e dinheiro que poderia ser gasto em ciência de verdade”, declarou.

Sandro José de Souza, da UFRN, também comentou: “É lamentável. O criacionismo é uma dos aspectos mais retrógrados de atualidade. É equivalente a pensarmos que a Terra é plana. E existe um tipo de criacionismo que acredita que a Terra é plana”, disse.

O telejornal noticiou também que as críticas repercutiram internacionalmente na revista Science. Além da matéria sobre a Capes, o JN exibiu outras duas matérias criticando a gestão do ministro Abraham Weintraub à frente do Ministério da Educação.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum