Fórum Educação
06 de abril de 2020, 21h35

JN, da Globo, destaca ataque de Weintraub à China e mostra riscos ao Brasil

A edição do Jornal Nacional desta segunda-feira (6) destacou os ataques do ministro da Educação, Abraham Weintraub, aos chineses. O ministro publicou no sábado (4) a capa de uma edição do gibi da Turma da Mônica que se passa na China, e usou a fala típica do personagem Cebolinha, que troca o R pelo L, para ridicularizar a forma com a qual imigrantes asiáticos falam português. Weintraub ainda insinuou que a China obteria benefícios advindos da pandemia de Covid-19.

A reportagem do JN relatou o constrangimento diplomático entre os países, citou a nota da Embaixada da China no Brasil que afirma que “as declarações são completamente absurdas e desprezíveis, que têm cunho fortemente racista e objetivos indizíveis”.

O noticiário ainda lembrou que não foi a primeira vez que houve um constrangimento com o país, em referência a uma declaração do deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) responsabilizando a China pela pandemia.

Por outro lado, o JN destacou a dependência do Brasil ao país. É na China que está a produção de EPIs (Equipamentos de Proteção Individual) necessários para que os profissionais de saúde tratem os infectados pelo coronavírus, além de respiradores. Segundo a reportagem, o Ministério da Saúde já adquiriu 40 milhões de EPIs e está em processo de aquisição de 200 milhões com entrega daqui a um mês. Em relação a respiradores, há 65 mil no país, mas são precisos mais 15 mil. Segundo a matéria, seria preciso uma resposta do Itamarati aos chineses.

Auxílio do governo

O JN também destacou que até agora o governo federal não conseguiu efetivar o pagamento do seguro-quarentena de 600 reais aprovado há mais de uma semana pelo Congresso. Trabalhadores entram no sexto dia de abril sem saber quando vão receber o auxílio. “Falta sentido de urgência ao governo, todas as pessoas que estão no Bolsa Família e no cadastro único já poderiam estar recebendo”, disse Ricardo Henriques, economista ouvido pelo jornal.

A coletiva do ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, também foi exibida, após as ameaças de que seria demitido do governo.

Destaque aos governadores

O jornal deu amplo destaque à coletiva de imprensa do governo do Estado de São Paulo, onde o governador, João Doria, anunciou a prorrogação da quarentena até 22 de abril. O JN também mostrou trecho da fala do infectologista David Uip, coordenador do Centro de Contingência do Coronavírus, que ficou 14 dias afastado por ter sido infectado pelo Covid-19. “Por favor, aqueles que estão subestimando, achando que não é nada ou que é pouco, eu desejo ardentemente que não adoeçam. É um sofrimento muito grande”, disse.

Outro destaque foi a iniciativa das prefeituras de Maricá e Niterói que vão repassar, cada uma, R$ 45 milhões para o governo do Estado construir um hospital de campanha em São Gonçalo, que vai receber infectados pelo novo coronavírus. O montante foi pedido pelo governador do Rio, Wilson Witzel, aos dois prefeitos das cidades que recebem royalties e participações especiais provenientes da extração de petróleo do pré-sal em seus territórios.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum