Fórum Educação
07 de Maio de 2020, 21h37

JN, da Globo, expõe críticas a Bolsonaro de empresários que “visitaram” o STF

Segundo os executivos ouvidos pelo telejornal, o presidente mudou a pauta da reunião que não falaria sobre quarentena

O apresentador William Bonner - Foto: Reprodução/TV Globo

Dentre os 15 empresários levados pelo presidente Jair Bolsonaro para pedir o fim do isolamento social no Supremo Tribunal Federal, nem todos ficaram satisfeitos com a movimentação.

O Jornal Nacional da TV Globo, escutou dois dos que não gostaram do “passeio” para pressionar o STF. A fala dos empresários demonstra que não havia uma unidade em prol do fim apressado do isolamento, como pregava Bolsonaro.

José Velloso Dias Cardoso, da Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos (Abimaq), criticou o presidente dizendo que ele mudou a pauta da reunião que ocorreu no Planalto. Segundo ele, a conversa seria sobre concorrência, mas o presidente quis falar de distanciamento.

Outro que se manifestou foi José Ricardo Roriz Coelho, da Associação Brasileira da Indústria de Plástico (Abiplast). “Precisamos ter uma coordenação, um trabalho conjunto para que a volta seja feita da melhor maneira possível”, disse.

O JN ainda exibiu críticas de parlamentares, lideranças políticas e da sociedade civil contra o episódio. O presidente da Ordem dos Advogados do Brasil, Felipe Santa Cruz, e o governador Flávio Dino (PCdoB-MA) foram ouvidos. Dino considerou a marcha “ridícula”, enquanto Santa Cruz afirmou que a defesa do fim do isolamento tinha “raciocínios pobres, argumentos rasos e metáforas incabíveis”.

O telejornal abriu espaço ainda para o líder da oposição na Câmara, André Figueiredo (PDT-CE), para o líder do Cidadania na Câmara, Arnaldo Jardim (Cidadania-SP), e para o líder do Podemos no Senado, Álvaro Dias (Pode-PR).

Ministros do Supremo também se irritaram com a atitude de Bolsonaro.  “O que o presidente fez pode ser classificado como uma molecagem. Ele tenta transferir para o Supremo uma responsabilidade que é dele”, disse um dos magistrados.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum