Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
02 de julho de 2019, 21h20

Jornal Nacional esconde audiência de Moro na Câmara

Embate do ministro com deputados sequer entrou na escalada do jornal e foi apenas a quarta matéria a ser exibida, sem o destaque que o caso exige

Reprodução/TV Globo

Nesta terça-feira (2) o ministro da Justiça do governo de Jair Bolsonaro, Sérgio Moro, ficou mais de seis horas e meia dando explicações para parlamentares na Câmara dos Deputados devido a sua suposta imparcialidade que vem sendo mostrada há quase um mês em matérias do site The Intercept Brasil. Diante de tal acontecimento o principal programa informativo da TV Globo não deu a atenção devida ao caso, que é destaque nos mais importantes veículos de notícias do país.

Na escalada, como é chamado no telejornalismo a apresentação dos destaques do jornal, a reportagem sobre Sérgio Moro ficou de fora. Ela só foi a quarta matéria a ser exibida na edição desta noite. Antes disso o JN deu mais atenção para a apresentação do texto da reforma da Previdência na comissão especial da Câmara e as condições da França para questões ambientais brasileiras para que o acordo com o Mercosul seja firmado.

A reportagem sobre as declarações de Moro na Câmara foi aberta com um longo espaço para as explicações do juiz, que voltou a repetir insistentemente que seu telefone teria sido hackeado de forma ilegal. Assim, boa parte da matéria seguiu por essa narrativa. A reportagem destacou que o ex-juiz federal foi mais pressionado nesta terça do que no dia em que esteve no Senado.

A matéria foi encerrada com as falas do deputado petista Hélder Salomão, cobrando Moro por sua parcialidade e interferência nas investigações da Lava Jato, e da deputada do PSL, Bia Kicis, que afirmou que o teor da conversa revelada pelo The Intercept Brasil entre o juiz e os procuradores é normal no meio jurídico.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum