Fórumcast, o podcast da Fórum
18 de dezembro de 2018, 17h19

Jornalista desacredita vítimas de João de Deus: “É preciso mais que hormônios para crer”

"Você acha crível mesmo que esse homem molestou 500 mulheres aos 76 anos de idade?", questionou o âncora do Jornal da Noite, Fabio Pannunzio, como se abuso sexual dependesse de hormônios ou idade; comentário gerou revolta nas redes

Reprodução

Um comentário do jornalista Fabio Pannunzio, âncora do “Jornal da Noite”, da Band, feito na noite desta segunda-feira (17) gerou revolta nas redes sociais. Após a exibição de uma matéria sobre o depoimento do médium João de Deus à polícia, após ser preso por centenas de denúncias de abuso sexual, o apresentador colocou em dúvida a palavra das vítimas.

“Eu não tenho dúvida nenhuma de que entre esses relatos tem muito trigo e tem também algum joio. Você acha crível mesmo que esse homem molestou 500 mulheres aos 76 anos de idade? É preciso mais que hormônios para se crer numa história dessas”, disparou Pannunzio, como se o abuso sexual estivesse diretamente ligado aos hormônios ou a idade de uma pessoa.

O jornalista não parou por aí. Ao invés de analisar como o assédio está presente em inúmeras esferas da sociedade e parte de pessoas “insuspeitas”, ele levantou a possibilidade de as denúncias contra João de Deus fazerem parte de uma “armação”.

“E vamos devagar com a dor, porque no meio disso tudo pode haver uma grande campanha contrária a esse tipo de religião. É só para você pensar um pouquinho quando ouvir esses números muito altos assim”, disse.

O comentário do âncora gerou revolta nas redes sociais. “Alô, coleguinhas (em especial, seu Fábio Pannunzio): Não é preciso um pau duro pra abusar de uma mulher. Pegue o seu paninho e vá limpar esta bunda suja!”, escreveu uma usuária do Twitter.

“O jornalista da Band Fábio Pannunzio questionou ao vivo as centenas de denúncias de abuso sexual contra João de Deus. É bom não confundir as coisas: as denúncias que as mulheres trouxeram a público, das quais eram vítimas há DÉCADAS, não significa perseguição religiosa”, postou outra internauta.

O médium João de Deus se entregou à polícia em Goiás no último domingo (16) após centenas de denúncias de abuso sexual contra ele virem à tona. Ao todo, mais de 500 mulheres relataram ao Ministério Público Federal terem sido assediadas pelo religioso durante os atendimentos espirituais.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum