Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
07 de novembro de 2019, 18h12

Márcia Tiburi relembra o dia em que agiu diferente de Gleen e foi embora ao vivo de um programa de rádio

"Não se deve compactuar com pessoas que fazem discurso de ódio. E dar-lhes espaço é risco de conivência", afirmou a fílosofa ao comentar agressão de Augusto Nunes contra Glenn Greenwald

Foto: Reprodução

A filósofa Marcia Tiburi usou as redes sociais para lembrar da “emboscada” que sofreu em uma entrevista na Rádio Guaíba, quando foi convidada para uma conversa com o jornalista Juremir Machado e foi surpreendida com a presença de Kim Kataguiri. Ao contrário de Glenn Greenwald, que acabou participando do Pânico mesmo sem saber que se defrontaria com Augusto Nunes (e foi agredido pelo comentarista), Tiburi deixou o estúdio.

“Essa história com o Glenn Greenwald de hoje, me lembrou aquele 24 de janeiro de 2018, quando Lula estava sendo injustiçado pelo STF 4 e eu fui chamada para uma entrevista na Rádio Guaiba onde caí numa emboscada midiática. Eu não sabia que o MBL participaria. Eu estava falando com o jornalista que, pensei, fosse um amigo, ou pelo menos companheiro de luta, quando passaram pessoas pelas minhas costas. Um deles veio e me deu um beijo no rosto. […] Só quando o sujeito sentou na minha frente e eu vi o outro em pé com a sua arma – o celular – ligado a me filmar que me dei conta de que era o líder do MBL. Fiquei muito triste e assustada ao mesmo tempo…”, relatou em suas redes sociais.

Em sequência postada no Twitter, Tiburi ainda conta que passou a ser vítima de uma série de fake news após a decisão de sair do estúdio, na qual não se arrepende. “Fui embora, porque não se deve compactuar com pessoas que fazem discurso de ódio. E dar-lhes espaço é risco de conivência. São pessoas que precisam de responsabilização pelo que dizem e fazem”, declarou.

“A estratégia das milícias midiáticas é sempre a mesma: buscar um foco que lhes permita aparecer. No país da impunidade, destruir reputações é um serviço bem pago para os espertos que se elegem e seguem no poder, já os otários trabalham de graça para se sentirem alguém no mundo”, completou.

Reveja a reação de Márcia Tiburi após ser surpreendida com a presença de Kim Kataguiri:

Veja a sequência de tuítes:


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum