Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
01 de outubro de 2018, 11h40

Na Folha, Duvivier critica a Folha: “continua fraquejando quando o assunto é ditabranda”

"De qual Brasil você tem saudade?", indaga o ator. "Particularmente, não escondo: tenho saudade do Brasil fora do mapa da fome, e sem ameaça de fuzilamento", responde.

Gregorio Duvivier (Arquivo)

O ator Gregório Duvivier, um dos criadores do portal humorístico Porta dos Fundos, criticou, em artigo na Folha de S.Paulo nesta segunda-feira (1º), a postura de jornais e analistas de mídia de colocarem a candidatura de Fernando Haddad (PT) como polo extremo do ultra-direitista Jair Bolsonaro (PSL).

Duvivier disse que Bolsonaro substituiu o PSDB na polarização eleitoral com o PT e fez críticas ao editorial da Folha, publicado no domingo (30), que fala da “contrição petista pelo apoio incondicional à atroz ditadura venezuelana”, afirmando que a atitude de Haddad “leva parte do eleitorado a desconfiar de seu compromisso com o Estado democrático de Direito”.

“Editorial de domingo deste jornal iguala o silêncio do PT sobre uma ditadura vizinha à apologia de Bolsonaro à ditadura brasileira. O pessoal do andar de cima continua fraquejando quando o assunto é ditabranda”, escreveu o ator.

Referendo sobre a democracia
Ao comentar que a polarização entre Haddad e Bolsonaro faz a eleição parecer um “referendo sobre a própria democracia”, Duvivier diz que os dois candidatos têm semelhanças no tom saudosista das campanhas. “O Brasil feliz de novo”, diz o slogan de Haddad. Poderia ser o slogan de Bolsonaro, se ele tivesse marqueteiros melhores”.

Ao final, Duvivier declara o apoio à candidatura Haddad ao indagar: “de qual Brasil você tem saudade?”, comparando o país sob o governo Lula e sob a Ditadura Militar. “Particularmente, não escondo: tenho saudade do Brasil fora do mapa da fome, e sem ameaça de fuzilamento”, diz o ator.

Leia o artigo completo.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum